Sport e Nelsinho reencontram Copa do BR após dez anos

Campeão em 2008 sob o comando do treinador, o time pernambucano estreia nesta quarta, contra o Santos/AP

Nelsinho BaptistaNelsinho Baptista - Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

Quis o destino que dez anos depois da histórica conquista de 2008, Nelsinho Baptista, Sport e Copa do Brasil se reencontrassem. Marcando o nome na história da Praça da Bandeira comandando o time campeão do torneio naquela ocasião, o treinador tem uma árdua missão desta vez: vencer o Santos/AP e a desconfiança do torcedor na estreia do time na Copa do Brasil 2018, às 18h30 (horário de Recife) desta quarta-feira (7), no estádio Zerão, no Amapá.

Por conta do regulamento implantado desde o ano passado, a classificação é definida em jogo único nas duas primeiras fases da competição, com o visitante atuando por um empate para carimbar a vaga para a etapa seguinte. Neste caso, com os pernambucanos jogando em vantagem.

Caso obtenha sucesso, o Leão abocanhará mais R$ 1,2 milhão de premiação por estar na Segunda Fase, já tendo garantido R$ 1 milhão por participar da disputa, mesmo que seja eliminado pelos amapaenses. O sobrevivente do embate irá encarar o vencedor de Ferroviário/CE x Confiança/SE.

Com apenas cinco jogos oficiais e um amistoso disputados nesta temporada, os leoninos ainda não conseguiram convencer em nenhuma ocasião e uma eliminação precoce poderia abrir uma grave crise na Praça da Bandeira. Além do clima conturbado, Nelsinho Baptista não poderá contar com força máxima para o duelo contra o Santos/AP.

Alegando problemas pessoais, o atacante André pediu para não viajar e ficou no Recife, não seguindo com a delegação rubro-negra para o Amapá. O pedido do atleta levantou uma desconfiança dos torcedores, já que caso ele atuasse neste confronto não poderia atuar por outro clube.

A principal suspeita é que o atleta ainda espere uma definição da negociação com o Grêmio e, por isso, preferiu não jogar. Na semana passada, os gaúchos fizeram proposta por André, mas se assustaram com o valor pedido pelo Sport, que possui 50% dos direitos econômicos do jogador e com quem André tem contrato até 2022. 

Leia também:
Sem agradar, Rubro-negro ainda busca uma identidade 

Adotando a postura de ignorar o favoritismo, o comandante rubro-negro mostrou conhecimento sobre o adversário. “Já mostramos o material e as informações principais aos jogadores. É um time que joga no 4-1-4-1. Quando eles saem para frente, saem no 4-3-3. Eles têm um pivô bastante forte na frente e uma movimentação, marcação individual dentro do seu campo e saída muito rápida. É preciso muita atenção porque mata-mata é decidido em detalhes”, declarou Nelsinho.

Ainda sem Rogério, lesionado, o Leão deve fazer algumas mudanças em relação ao último jogo, no empate com o Central. No meio de campo, o trio de volantes Rithely, Thallyson e Anselmo deve ser mantido. Na outra vaga, Neto Moura deve sair para a entrada de Marlone. No ataque, Leandro Pereira deve ser o escolhido.

Ficha do jogo:

Santos/AP

Axel; Diego, Jeferson, Diney e Batata; Lessandro, Cleucio, Dhonata, Thiago Marabá e Denílson; Jean Marabaixo. Técnico: Edson Porto

Sport
Magrão; Fabrício, Henriquez, Durval e Capa (Sander); Anselmo, Rithely, Thallyson, Marlone e Gabriel; Leandro Pereira. Técnico: Nelsinho Baptista.

Local: estádio Zerão (Macapá, Amapá)
Horário: 18h30 (de Recife)
Árbitro: Joelson Nazareno Ferreira Cardoso (PA)
Assistentes: Helcio Araujo Neves e Dimmi Yuri das Chagas Cardoso (ambos do PA) Transmissão: Sportv e Premiere.

Veja também

Confira a previsão do tempo para esta quarta (21) em Pernambuco
TEMPO

Confira a previsão do tempo para esta quarta (21) em Pernambuco

Ministério da Saúde fecha acordo com governo de SP para compra de 46 milhões de doses da Coronavac
Coronavírus

Ministério fecha acordo para 46 mi de doses da Coronovac e diz que vacina entra no calendário nacional