Tite convoca Brasil com Santos, Matheus Henrique e Lodi

Goleiro do Athletico, meia do Grêmio e lateral do Atlético de Madrid farão suas estreias na Seleção Brasileira

Tite, técnico da Seleção BrasileiraTite, técnico da Seleção Brasileira - Foto: CBF/Divulgação

Na manhã desta sexta-feira (20), Tite convocou a Seleção Brasileira para os amistosos que serão disputados contra Senegal e Nigéria, em Singapura, nos dias 10 e 13 de outubro. As novidades da lista foram Santos, Renan Lodi e Matheus Henrique, que estiveram pela primeira vez entre os convocados.

Gabriel Barbosa, artilheiro do Campeonato Brasileiro (16 gols) também foi chamado para defender a Seleção. Seu companheiro do Flamengo, Bruno Henrique não esteve presente na lista dessa vez.

Leia também:
Tite pensa em modificações no amistoso contra o Peru
Neres e Paquetá buscam reação com Tite
Tite arma time titular da Seleção com Neymar e Coutinho


Outro nome que voltou a figurar na lista foi Rodrigo Caio.O zagueiro passou por uma má fase no fim de sua trajetória no São Paulo, mas recuperou a boa forma no Flamengo e vem sendo uma segurança defensiva na equipe.

Confira a convocação:

Goleiros: Ederson (Manchester City), Weverton (Palmeiras) e Santos (Athletico-PR);

Defensores: Daniel Alves (São Paulo), Danilo (Juventus), Alex Sandro (Juventus), Renan Lodi (Atlético de Madrid), Thiago Silva (PSG), Marquinhos (PSG), Éder Militão (Real Madrid) e Rodrigo Caio (Flamengo);

Meio-campistas: Casemiro (Real Madrid), Arthur (Barcelona), Fabinho (Liverpool), Matheus Henrique (Grêmio), Philippe Coutinho (Bayern de Munique) e Lucas Paquetá (Milan);

Atacantes: Everton (Grêmio), Firmino (Liverpool), Gabriel Barbosa (Flamengo), Richarlison (Everton), Neymar (PSG) e Gabriel Jesus (Manchester City).

Veja também

'Poderia ter sido de quatro', exalta Hélio dos Anjos após 1ª vitória no retorno aos Aflitos
Náutico

'Poderia ter sido de quatro', exalta Hélio dos Anjos após 1ª vitória no retorno aos Aflitos

Uefa analisa Liga dos Campeões com mínimo de 10 jogos por time
Liga dos Campeões

Uefa analisa Liga dos Campeões com mínimo de 10 jogos por time