Foco e estratégia como receita de sucesso

Ações acertadas, fruto de experiência no mercado, com marcas próximas do consumidor, são o diferencial das que não saem da cabeça do cliente

Renata: fluxo de pessoas no centro de compras aumentou em 2017Renata: fluxo de pessoas no centro de compras aumentou em 2017 - Foto: Divulgação

Reinvenção e capacidade de adaptação. Esta dobradinha resume bem o sentimento dos que têm driblado a retração do poder de consumo dos brasileiros agravada em 2016 com experiência e, consequentemente, boas estratégias. Para estas, o pessimismo passou longe e foi substituído por muito trabalho e criatividade. As mais lembradas pelos recifenses nesta Mascas que eu gosto comemoram o resultado como fruto deste esforço, antecipando suas estratégias e, na contramão da maioria, enumerando resultados positivos. Novos produtos, expansão de lojas, novos mercados e ações criativas de marketing estão na cartilha do varejo destacado nesta edição da pesquisa.

Marca que cresceu com a Cidade

Falar em centro de compras, para o recifense, leva de imediato ao Shopping Recife. O maior centro de compras da capital pernambucana cresceu junto com a Cidade. Inaugurado no dia 7 de outubro de 1980, o empreendimento se consolidou e segue crescendo com ações para agregar toda a família. “O objetivo é reforçar o mall como um centro de convivência, entretenimento e lazer, com atrações de qualidade, que envolvam e agradem a todos os perfis de público. Além, claro, de buscar a excelência no que se propõe: fornecer, com qualidade e conforto, as mais variadas marcas, produtos e serviços”, analisa a gerente de Marketing do Shopping Recife, Renata Cavalcanti.

Ela destaca ainda que o Shopping Recife é um centro de compras consolidado, que já passou por diversos cenários econômicos. “Acreditamos que o momento atual é desafiador, mas o crescimento é uma constante do empreendimento. Um exemplo é o nosso fluxo diário, que é de 65 mil pessoas por dia, o equivalente a 1,95 milhão ao mês. Além disso, desde o início do ano registramos um incremento em torno de 8% no nosso fluxo de pessoas, comparando com o mesmo período de 2016”, enumera.

O segredo é diversificar

Quase mil pizzas por dia. Essa é a produção da Pizzaria Atlântico, eleita pelo público como a campeã da categoria Pizzarias. A empresa de base familiar, fundada em Pernambuco na década de 80, já possui 13 unidades - 12 delas no Estado, sendo cinco de rua - além das operações em vários shoppings. Com o formato Express dos shoppings, a Pizzaria Atlântico ainda expandiu sua atuação para fora do Estado. Em João Pessoa, na Paraíba, uma unidade já está em funcionamento.

O sucesso tem dois ingredientes fundamentais, revela Ivo Lira, proprietário do negócio. "A qualidade dos produtos e serviços e a preocupação com o cliente. Essa é a essência da Atlântico. Isso se traduz também na preocupação com a satisfação dos funcionários, entre outros aspectos". Embora as pizzas sejam clássicos da casa, o cardápio é extenso e está em constante renovação. Lira revela que a preocupação em oferecer novas opções é uma forte característica do negócio. Isso se traduz também na diversificação dos formatos de venda. “Seguindo a tendência dos food parks, por exemplo, desenvolvemos um food truck bem diferenciado, que tem o objetivo de fortalecer a marca com a presença nos principais eventos da Cidade”, revela o proprietário.

Soluções na medida certa

A pernambucana Esposende, que pertence ao Grupo Paquetá desde 2005, conta hoje com 68 lojas. A marca mais lembrada no quesito Loja de Calçados está presente em Pernambuco, na Paraíba, no Ceará e no Rio Grande do Norte, empregando cerca de duas mil pessoas. “Isso (a liderança do segmento na pesquisa do Ipespe) é resultado de todo o trabalho duro realizado desde a fundação da Esposende, em 1970, na Rua Sete de Setembro, no Recife, que sempre teve o mesmo propósito: fazer sempre o melhor para o cliente. Ganhar o prêmio significa que todo o esforço está sendo recompensado, mas também representa um desafio, uma vez que é preciso se superar para continuar no topo”, analisa a gerente de Marketing da Esposende, Eliana Muller.

A rede resume o momento econômico difícil no País como o momento da reinvenção. “Foi a partir da análise de antigos processos que a rede conseguiu ampliar sua eficiência apenas com readequações”, afirma a gerente de Marketing. Ainda segundo ela, os estoques ganharam com organização e os colaboradores pouparam tempo e passaram a produzir mais através da qualificação e treinamento do quadro de pessoal.

Leia também:
Conhecimento para quem quer ser visto
Parceria vira referência para o mercado
Estudo faz mapeamento dos hábitos dos consumidores

Além disso tudo, a Esposende ampliou o investimento nas marcas próprias. A meta é que elas correspondam a 20% do faturamento total até o final do ano. No mês de março foi lançada a coleção “Novidades da Estação”, que reuniu o início da venda de novos modelos de todas as marcas próprias: Twin Set, New Casual, Definitiva, Mr. Post, Mr. Post Boys, Disport, Walkrun, Burnett e Spazzolato. 


Entre as ações previstas para este ano está a implantação da venda através do Multimix, onde os vendedores das quatro bandeiras do grupo – Esposende, Paquetá, Paquetá Esportes e Gaston – buscam pelo produto desejado e, caso não o encontrem na loja, será possível envia-lo à casa do cliente. A partir do próximo ano também será lançado um canal de vendas online.

Tecnologia para todos os públicos

A Nagem apareceu mais uma vez como a marca mais lembrada na categoria Varejo/Loja de Informática em um cenário considerado de crescimento em relação a 2016, quando também liderou a preferência dos consumidores na pesquisa Ipespe. “Acreditamos que isto se deve ao fato de comercializamos produtos de marcas de primeira linha atreladas a um bom atendimento e preços competitivos. Também entendemos que o fato de estarmos presentes nos principais shoppings da cidade, com lojas modernas e portfólio bem diversificado seja um grande diferencial”, analisa a gerente de Marketing, Renata Queiroga.

A Nagem atua nos segmentos de e-commerce, varejo físico, distribuição e corporativo com um portfólio que vai desde produtos de tecnologia até papelaria e material de escritório, atingindo perfis de consumidores desde crianças em idade escolar, passando pelos geeks, gamers, chegando até os mais maduros, que amam tecnologia. Entre os produtos mais vendidos na rede de lojas estão os smartphones, notebooks, TV’s e multifuncionais. Para este ano, a rede vai contar com o reforço de uma loja conceito no Shopping Center Recife.

Receita de sucesso

A rede varejista Pague Menos foi mais uma vez a mais lembrada pelos recifenses na pesquisa realizada pelo Ipespe, categoria Varejo/Farmácias Convencionais. Na última edição desta revista, em 2016, os planos de expansão eram metas anunciadas em meio a um cenário que já se desenhava pouco otimista para o varejo como um todo por conta da retração do mercado nacional. Neste ano, novamente como a marca mais lembrada do setor, a rede anuncia que os planos se concretizaram e foram além do planejado.

Em um ano, a rede passou de 20 mil para 23 mil colaboradores. O número de lojas também se expandiu de 860 para mais de mil em todo o território nacional. Em Pernambuco, hoje, existem 100 unidades em atuação, com mais seis em fase de construção. “Fomos contra a maré e registramos um crescimento de 17% em um ano.

Para isso, usamos o diferencial de, além de descontos agressivos, a aproximação com o cliente através de ações de atendimento exclusivo, como o Clinic Farma, salas de atendimento farmacêutico onde o cliente recebe todas as orientações sobre as receitas e tratamentos passados pelo médico através de um profissional preparado para isso”, afirma a diretora de Marketing da Pague Menos, Aline Loureiro.

A ideia do Clinic Farma deu tão certo que levou à criação do aplicativo com o mesmo nome. Nele, o usuário recebe orientações e lembretes para o seu tratamento. A Pague Menos leva a sério a meta de aproximar o cliente de ações que levem à prevenção de doenças. No Recife, o Circuito de Corridas das Farmácias Pague Menos chega este ano à sua oitava edição. A competição já atraiu mais de 100 mil participantes em 24 etapas distribuídas por 16 cidades.

A rede também concretizou o projeto, anunciado em 2016, de levar um centro de distribuição para Simões Filho, na Bahia, chegando a quatro em todo o País. A rede não só fez o planejado, como foi além, expandindo o seu centro de distribuição em Pernambuco, localizado em Jaboatão dos Guararapes. “Nos superamos, mesmo em um cenário difícil, mas o nosso foco é a expansão com atendimento de qualidade, com carinho, receita que está dando certo”, conclui a diretora de Marketing.

Veja também

EUA poderá ter imunidade coletiva à Covid-19 até o meio do ano, diz Biden
Coronavírus

EUA poderá ter imunidade coletiva à Covid-19 até o meio do ano, diz Biden

Mortes por Covid-19 chegam a 217,6 mil no Brasil
Coronavírus

Mortes por Covid-19 chegam a 217,6 mil no Brasil