A hora dos orgânicos

Procura por uma alimentação mais saudável repercute na comercialização de produtos orgânicos

Fabio GuibuFabio Guibu - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

O mercado de produtos orgânicos deixou de ser um nicho para se tornar um negócio competitivo, com espaço cada vez maior no País. Em Pernambuco, a situação não é diferente.

Na reportagem de capa desta edição da Folha Mais e na editoria Mercado, mostramos que a produção e o consumo de alimentos sem pesticidas deixaram de ser símbolos de um estilo de vida alternativo para se transformarem em uma alternativa de vida saudável - e também rentável. De 2012 a 2019, o número de produtores orgânicos no Brasil saltou de 5.934 para 17.730. No Estado, já são cerca de 800 agricultores cadastrados.

A busca por alimentos diferenciados também atinge outros setores. Quem já ouviu falar em tomahawk? E em porterhouse? Em Sabores, o leitor vai descobrir que, apesar da pronúncia difícil, esses produtos começam a ganhar espaço entre os apreciadores das chamadas carnes nobres, cortes de raças de procedência, frutos de cruzamentos genéticos e técnicas refinadas de manejo e manipulação dos animais.

E no fim de semana do Dia das Mães, Zoom traz reportagem especial sobre mulheres que abriram mão do trabalho e de suas vidas sociais para enfrentar a dura rotina de cuidar de seus filhos com microcefalia. São histórias comoventes de amor, superação e esperança no futuro incerto da primeira geração de vítimas da epidemia de zika que se espalhou no Nordeste, três anos atrás.

Ainda em homenagem às mulheres, Esportes mostra o crescimento do futebol feminino nos campos de society, nas areias e quadras de futsal. Algo impensável até os anos de 1980, quando a prática desse esporte era exclusiva para os homens, por força de lei. Um decreto de 1941 as proibia de praticar desportos considerados "incompatíveis com as condições de sua natureza" - o que incluía o futebol”. A Folha Mais deste fim de semana detalha a luta pela busca da igualdade de gênero e mostra como a modalidade cresceu entre as praticantes. Traz ainda um roteiro com os locais onde elas podem bater sua bolinha no Recife.

Boa leitura!

Veja também

Bairros do Recife ficam 'às escuras' na noite desta quinta (13)
Recife

Bairros do Recife ficam 'às escuras' na noite desta quinta (13)

Correntes humanas nas calçadas, greves e demissões elevam grau de protesto na Belarus
internacional

Correntes humanas nas calçadas, greves e demissões elevam grau de protesto na Belarus