Acusado de matar esposa com 19 facadas é condenado a 30 anos de prisão

Crime ocorreu em setembro de 2016 na Zona Oeste de São Paulo

Crime ocorreu em setembro de 2016, em São PauloCrime ocorreu em setembro de 2016, em São Paulo - Foto: R7

O consultor financeiro Chateaubriand Bandeira Diniz Filho, de 51 anos, foi condenado a 30 anos de prisão por matar a esposa, Mariana Marcondes, à época com 43 anos, com 19 facadas. O feminicídio ocorreu em setembro de 2016 em Belém, na Zona Oeste de São Paulo, e o julgamento - que durou seis horas - ocorreu no Fórum Criminal da Barra Funda, na capital paulista, na noite dessa quarta-feira (10). O economista matou a esposa na frente dos filhos.

A decisão da juíza Marcela Raia de Sant'Anna, do 1º Tribunal do Júri, considerou que o crime foi cometido com motivo torpe, meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa da vítima, além do fato de a vítima ser uma mulher.

Leia também:
Feminicídio em Pernambuco tem queda de 50% em relação a maio de 2018
Frio pode ter provocado três mortes em São Paulo

Depois de matar a esposa, Chateaubriand viajou com os filhos para o Rio de Janeiro. Ele já estava preso preventivamente e havia sido condenado pela lei Maria da Penha por agredir a esposa.

Veja também

Bolsonaro veta obrigação de governo fornecer água potável, higiene e leitos hospitalares a indígenas
Geral

Bolsonaro veta obrigação de governo fornecer água potável, higiene e leitos hospitalares a indígenas

Fundador da rede Ricardo Eletro é preso em SP por sonegação fiscal
Polícia

Fundador da rede Ricardo Eletro é preso em SP por sonegação fiscal