Angela Merkel e Boris Johnson vão se encontrar para discutir brexit

A chanceler da Alemanha fez a declaração durante um debate na chancelaria, e a previsão é que Johnson tente persuadir os outros líderes europeus a reabrirem as negociações do brexit

Angela MerkelAngela Merkel - Foto: VLADIMIR SIMICEK/AFP

A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou que a Alemanha está preparada para qualquer desfecho do brexit, seja via um acordo de transição entre Reino Unido e a União Europeia, seja com a saída abrupta do segundo maior país do bloco, prevista para ocorrer em 31 de outubro.

Merkel fez a declaração durante um debate na chancelaria, depois do jornal britânico, The Sunday Telegraph, noticiar que o primeiro-ministro, Boris Johnson, irá visitar o presidente francês, Emmanuel Macron, e a própria Angela Merkel ainda essa semana. A intenção do primeiro-ministro é reforçar, no encontro com Markel previsto para quarta-feira (21), que o Parlamento britânico não pode reverter o brexit e que é preciso chegar a um acordo de transição para que país deixe o bloco.

A previsão é que Johnson tente persuadir os outros líderes europeus a reabrirem as negociações do brexit. Na sexta-feira (17), o jornal Sunday Times divulgou documentos governamentais que revelam um cenário potencialmente caótico para o Reino Unido se um acordo de transição não for feito. O documento fala em falta de combustíveis, remédios e alimentos. E prevê também problemas como o "endurecimento" das fronteiras entre Irlanda e Irlanda do Norte, com verificação de todas as pessoas e mercadorias que transitam entre os dois países.

Leia também:
Bolsonaro sugere a Merkel que use verba suspensa para reflorestar a Alemanha
Boris Johnson assume como premiê e diz que brexit sem acordo é possibilidade remota

Merkel reforçou que Berlim está preparada para um "brexit desordenado", mas que se dispõe a negociar e buscar soluções "até o último dia", se for necessário. A chanceler alemã defende que se chegue a um consenso, mas não descarta a alternativa de que talvez isso não seja possível.

Veja também

Anel indiano com 12.638 diamantes bate recorde mundial
Mundo

Anel indiano com 12.638 diamantes bate recorde mundial

Pandemia se agrava nos EUA e Brasil; balanço mundial supera 65 milhões de casos
Coronavírus

Pandemia se agrava nos EUA e Brasil; balanço mundial supera 65 milhões de casos