Brasil bate recorde de novos casos da Covid-19, com mais de 26 mil

Boletim desta quinta (28) foi publicado com mais de uma hora de atraso por parte do Ministério da Saúde

Teste para o novo coronavírusTeste para o novo coronavírus - Foto: Miguel Riopa / AFP

Com 26.417 novos casos da Covid-19, o Brasil bateu nesta quinta-feira (28) o seu recorde notificações em um único dia. O maior registro anterior havia sido na última sexta (22), com 20.803 novos casos. Agora, o País acumula um total de 438.238 pessoas oficialmente expostas ao novo coronavírus, com uma estimativa de 177.604 pacientes recuperados (40,5%) e 26.754 vítimas fatais. Nesta quinta, foram notificadas 1.156 novas mortes e há ainda outros 4.211 óbitos em investigação. No momento, são 233.880 (53,4%) casos ativos em acompanhamento distribuídos em todos os estados.

O Ministério da Saúde, que divulgou o boletim desta quinta com mais de uma hora de atraso em relação ao protocolo estipulado pela própria pasta, não comentou os novos dados. Desde a gestão do ex-ministro Nelson Teich, o número de coletivas de imprensa foram reduzidos.

Representantes do Ministério da Saúde, porém, têm frisado que o Brasil ainda segue com tendência de aumento de casos. Apontam também que o número real tende a ser maior, já que ainda há testes represados em alguns locais e possibilidade de subnotificação. Um exemplo disso é o fato de 4.211 mortes ainda estarem em investigação. Das 1.156 novas mortes confirmadas nesta quinta, 539 ocorreram nos últimos três dias. As demais são de datas anteriores. O balanço completo não foi divulgado.

O estado de São Paulo tem o maior número de casos, com 95.865 diagnósticos positivos. Em seguida, aparecem Rio de Janeiro (44.886), Ceará (37.821) e Amazonas (36.146). A classificação muda, porém, quando observado o total de mortes. Nesse caso, o maior número de registros ocorre em São Paulo (6.980), seguido por Rio de Janeiro (4.856), Ceará (2.733), Pará (2.704) e Pernambuco (2.566).

Também há mudanças quando observada a lista por incidência - parâmetro que considera o total de casos pela população. Atualmente, as regiões com maior incidência são Norte e Nordeste, seguido do Centro-Oeste, Sudeste e Sul. A situação é mais grave no Amapá e no Amazonas, estados cujas capitais apresentam sinais de colapso. O primeiro tem 963,9 casos por 100 mil habitantes. O segundo, 872,1 casos por 100 mil habitantes. Para comparação, a média nacional é de 208,5 casos por 100 mil habitantes.

O avanço da epidemia também aparece em dados da ocupação da rede de saúde. Balanço publicado pela Folha de São Paulo nesta quarta (27) mostra que a maioria dos estados já registra uma ocupação maior que 70% dos leitos públicos de UTI para tratamento da Covid-19. Em três deles - Ceará, Amapá e Pernambuco - a ocupação está acima de 90%.

Boletim do Ministério da Saúde do dia 28 de maio

Boletim do Ministério da Saúde do dia 28 de maio - Crédito: Divulgação/Ministério da Saúde


 

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Pesquisa investiga transmissão de Covid-19 entre homens e animais
Coronavírus

Pesquisa investiga transmissão de Covid-19 entre homens e animais

Covid-19: Itália reforça restrições após recorde de novos casos diários
Coronavírus

Covid-19: Itália reforça restrições após recorde de novos casos diários