Casos de sarampo crescem 19,71% em uma semana no estado de SP

Na última semana, até 11 de setembro, o estado estava com 3.591 casos, sendo 2.179 na cidade de São Paulo

Vacinação contra o sarampoVacinação contra o sarampo - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

O número de casos confirmados de sarampo chegou a 4.299 no estado de São Paulo, segundo balanço divulgado nesta quarta-feira (18) pela Secretaria Estadual de Saúde -aumento de 19,71% em relação à semana anterior. Destes, 55,7% se concentram na capital, com 2.397 registros.

Na última semana, até 11 de setembro, o estado estava com 3.591 casos, sendo 2.179 na cidade de São Paulo.

Até o momento, três pessoas morreram em decorrência da doença: um homem de 42 anos (sem histórico de imunização contra o sarampo) e dois bebês.

Leia também:
Sobe para 15 o número de casos de sarampo em Pernambuco
Brasil tem 16 estados com surto ativo de sarampo
São Paulo tem mais duas mortes por sarampo confirmadas


Outras cidades do ABC e Grande SP também apresentam alto número de casos. Santo André tem 214 registros, seguida por São Bernardo do Campo (168), Osasco (101), Mauá (89), Guarulhos (85) e Barueri (79).

A vacinação para bebês de 6 meses a 11 meses e 29 dias continua. Basta levar a criança ao posto de saúde mais perto de onde mora. A vacina é gratuita.

É importante lembrar que essa dose não substitui as do calendário nacional, que preconiza duas doses aos 12 meses e aos 15 meses.

"A vacinação a única forma de interromper a cadeia de transmissão do vírus. A maior parte dos acometidos pelo sarampo são crianças menores de um ano, período em que as taxas de complicação e óbito são maiores, porque o sistema imunológico da criança responde com menos intensidade ao vírus. Então, há risco de complicações infecciosas, encefalite e pneumonias", diz o presidente do Departamento Científico de Imunizações da Sociedade Brasileira de Pediatria, Renato Kfouri.

Veja também

Anticorpos contra Covid-19 continuam em alta 5 meses após infecção, diz novo estudo
Coronavírus

Novo estudo: anticorpos seguem em alta 5 meses após infecção

Brasil tem 158,4 mil mortes por Covid-19 desde início da pandemia
boletim

Brasil soma mais de 158 mil mortes por Covid-19 desde o início da pandemia