Cinco suspeitos de estupro coletivo de meninas de 4 e 8 anos são presos em Sertânia

Entre os detidos estão a mãe e o padrasto das crianças. Segundo a polícia, a genitora também praticava a violência sexual e segurava as meninas para que o marido as estuprasse

Mãe e padrasto das meninas foram presos por participação nos estuprosMãe e padrasto das meninas foram presos por participação nos estupros - Foto: Cortesia

Cinco pessoas envolvidas no estupro coletivo de duas meninas de 4 e 8 anos foram presas no município de Sertânia, no Sertão de Pernambuco, a mais de 300 quilômetros do Recife. O crime foi confirmado em exame sexológico realizado no Instituto de Medicina Legal (IML). Entre os suspeitos presos estão a mãe e o padrasto das crianças, além de dois irmãos dele e um sobrinho. De acordo com a polícia, os crimes "vinham sendo praticados de forma habitual". Segundo a polícia, a genitora também praticava a violência sexual e segurava as meninas para o marido.

Leia também:
Adolescente de 17 anos é vítima de estupro coletivo no Casem de Caruaru
Suspeito de coordenar e filmar estupro coletivo de criança de 11 anos é preso
Polícia identifica cinco envolvidos em estupro coletivo de adolescente no Rio


A polícia estava investigando informes sobre os possíveis estupros desde a última semana, quando foram presos os dois primeiros suspeitos. A mãe, o padrasto e o tio foram detidos nesta quinta-feira (14), em cumprimento a mandados de prisão. As primeiras denuncias sobre os crimes chegaram a delegacia da cidade depois que parentes perceberam um comportamento estranho das meninas. O Ministério Público representou pela guarda das vitimas, que já estão abrigadas.

O delegado de Sertânia, Ubiratan Rocha Fernandes, contou que ainda está se certificando do período em que começaram as violências sexuais.“Ainda não sabemos o tempo, mas certamente isso está acontecendo há mais de três meses”, disse.

De acordo com o investigador, todos os estupros aconteciam com o apoio da mãe, que também molestava as filhas. “Normalmente, o padrasto praticava o ato sexual na presença da mulher e o sexo era coletivo dele com a mãe e as crianças. Os outros suspeitos praticavam individualmente”, disse. Após a realização dos procedimentos legais, a mãe das meninas foi encaminhada para a Colônia Penal Feminina de Buíque e os homens à cadeia pública de Sertânia.

Veja também

Covid-19: Brasil tem 6 milhões de casos e quase 170 mil mortes
Coronavírus

Covid-19: Brasil tem 6 milhões de casos e quase 170 mil mortes

Foragido da justiça italiana é preso em Pernambuco
Justiça

Foragido da justiça italiana é preso em Pernambuco