Combate à hepatite precisa de US$ 6 bilhões por ano, diz OMS

Segundo a organização, cerca de 325 milhões de pessoas vivem com hepatite B e C

SaúdeSaúde - Foto: Arquivo/EBC

Estudo divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) concluiu que é preciso investimento de US$ 6 bilhões por ano para evitar 4,5 milhões de mortes causadas em todos os países pela hepatite até o ano de 2030. A medida foi proposta nesta semana em razão do Dia Mundial de Combate à Hepatite, data lembrada neste domingo (28).

Segundo o estudo, a erradicação da hepatite em todo o mundo depende de US$ 58,7 bilhões, quantia que poderia reduzir novas infecções em 90% e mortes em 65%. Na avaliação da OMS, 80% das pessoas que vivem com a doença não conseguem ter acesso aos serviços básicos de tratamento.

Leia também:
Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais é comemorado neste domingo
Número de pacientes com hepatite cresce 20% em 10 anos no Brasil

De acordo com o órgão da ONU, as nações devem aproveitar as recentes reduções nos custos de diagnóstico e de tratamento da hepatite viral para aumentar os investimentos na eliminação da doença.

Segundo a organização, cerca de 325 milhões de pessoas vivem com hepatite B e C. 124 países tem planos de erradicação da doença, no entanto, não possuem orçamento para executar as medidas de prevenção e tratamento.

Veja também

Histórico do papa sugere cautela ao pintá-lo como símbolo da defesa dos LGBTI
Vaticano

Histórico do papa sugere cautela ao pintá-lo como símbolo da defesa dos LGBTI

Traficantes de fósseis encontrados no Ceará são alvo de operação da PF
Investigação

Traficantes de fósseis encontrados no Ceará são alvo de operação da PF