Doença renal atinge 195 milhões de mulheres no mundo

Sociedade Brasileira de Nefrologia faz alertas sobre riscos específicos para elas com o mote do Dia Mundial do Rim e do Dia Internacional da Mulher

Primeira etapa das ações de conscientização foi no Sítio da TrindadePrimeira etapa das ações de conscientização foi no Sítio da Trindade - Foto: Rafael Furtado/ Folha de Pernambuco

Nesta quinta-feira (8), Dia Mundial do Rim e Dia Internacional da Mulher, a Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN) direciona as atenções para a saúde renal feminina. Nesse público, segundo o Instituto de Métricas e Avaliação em Saúde da Universidade de Washington (IHME), a insuficiência renal crônica é a oitava causa de morte. São 195 milhões de mulheres sofrendo com a doença no mundo, totalizando 600 mil mortes por ano. No Brasil, 43% dos pacientes renais em hemodiálise são mulheres de acordo como Inquérito Brasileiro de Diálise Crônica 2016.

Leia também:
Ação alerta para prevenção da doença renal crônica no Recife


Para lembrar a coincidência de datas, a SBN promoveu atividades de conscientização no Sítio da Trindade, nessa quarta (7), e atraiu a atenção de mulheres como a costureira Janete Félix, de 59 anos, que viu uma oportunidade de tirar dúvidas. "Estou com umas dores na barriga e fiz vários exames, mas nada apareceu. Vi que ia ter esses exames de rins e vim fazer. É sempre importante cuidar da saúde", afirmou. Assim como ela, Ivanilda Maria, 42, que é hipertensa e tem cálculo renal, aproveitou o serviço gratuito. “Eu vim porque tem uma especialista renal e isso é muito importante pra gente”.

As atividades continuam nesta quinta com um ciclo de palestras no auditório do Banco Central, no Bairro do Recife, a partir das 8h, com profissionais de saúde da Atenção Básica da Prefeitura do Recife. O Real Hospital Português (RHP) também promove uma ação educativa hoje no Ambulatório de Beneficência Maria Fernanda, das 9h às 11h, com o tema: “Saúde da Mulher – Cuide dos seus Rins”.

As doenças renais que têm como fatores de risco - para ambos os sexos - o diabetes, a hipertensão e a obesidade encontram nas mulheres alguns gatilhos a mais como as doenças autoimunes, que acabam sendo mais prevalentes no público feminino. São exemplos, a nefrite do lúpus e as infecções renais ou pielonefrites. "Estamos esclarecendo sobre essas doenças e é imprescindível que se preste atenção nos rins, pois essas são doenças silenciosas. Como o rim é um órgão vital, precisamos realizar a prevenção", destacou a presidente da regional Pernambuco da SBN, Maria de Fátima Carvalho. O Dia Mundial do Rim é comemorado desde 2006 sempre na segunda quinta-feira dos mês de março.  

 

Veja também

Comer antes do treino é prejudicial?
SAÚDE E BEM-ESTAR

Comer antes do treino é prejudicial?

Principais sintomas da Covid-19, perdas de olfato e de paladar têm tratamento
Vida Plena

Principais sintomas da Covid-19, perdas de olfato e de paladar têm tratamento