Em vídeo institucional, papa Francisco diz que juízes devem ser isentos

Nos comentários da mensagem, publicada no Twitter, muitos seguidores fizeram menções ao ministro Sergio Moro

Papa FranciscoPapa Francisco - Foto: Reprodução/Youtube

O papa Francisco publicou vídeo, nesta quinta-feira (4), onde ressalta a importância da independência para os juízes desempenharem suas funções. Segundo o pontífice, ela deve ajudá-los a serem “isentos de favoritismos e das pressões que possam contaminar as decisões que devem tomar”. As declarações fazem parte de um vídeo institucional, e foi interpretado, nas mídias sociais, como crítica ao ministro Sergio Moro.

Nos comentários da mensagem, publicada no Twitter, muitos seguidores fizeram menções ao ministro Sergio Moro, que tem sua atuação como juiz contestada após a divulgação de uma série de mensagens com o procurador Deltan Dallagnol.

“Os juízes devem seguir o exemplo de Jesus, que nunca negocia a verdade. Rezemos para que todos aqueles que administram a justiça operem com integridade e para que a injustiça que atravessa o mundo não tenha a última palavra”, completa a mensagem.

Leia também:
Papa Francisco vai visitar o Japão em novembro
Papa Francisco adverte contra 'bolhas sociais' 

Além da fala do Papa, o vídeo mostra uma encenação de uma audiência em que as partes mostram diferentes imóveis: de um lado um prédio em um resort; do outro, uma casa simples.

O "Vídeo do Papa" é uma iniciativa global da Rede Mundial de Oração do Papa para divulgar a intenções mensais de oração de Francisco relacionadas com os desafios da humanidade e a missão da Igreja. Mensalmente, o Papa Francisco lança um víveo mundialmente.

Veja o vídeo abaixo: 

Veja também

Israel lança ataques sobre Gaza após disparos de foguetes
Mundo

Israel lança ataques sobre Gaza após disparos de foguetes

República Dominicana vota para presidente após dia recorde de contágios de Covid-19
Mundo

República Dominicana vota para presidente após recorde de Covid-19