Enem PPL: inscrições serão a partir de 16 de setembro

As provas já têm datas para serem aplicadas: 10 e 11 de dezembro

Prova para concursoProva para concurso - Foto: Educa Mais Brasil

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade e Jovens sob Medida Socioeducativa (Enem PPL) 2019 acontecem entre os dias 16 e 27 de setembro. Os responsáveis pedagógicos das unidades prisionais eleitos devem fazer a adesão e no ato da inscrição, que é realizada exclusivamente pela internet. O responsável deve ter o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) de cada participante. A participação no exame é voluntária e gratuita.

As provas serão aplicadas nos dias 10 e 11 de dezembro. E o edital com recursos acessíveis para o participante do exame foi divulgado pelo Inep na última quarta-feira (28). A partir deste ano, os participantes têm mais recursos de atendimento especializado, como prova em braile, prova com letras ampliadas e superampliada, tempo adicional e/ou mobiliário acessível. Além do público com baixa visão, que já era atendido pelo Enem PPL, o exame atenderá também pessoas com cegueira, visão monocular, dislexia, déficit de atenção, surdocegueira, autismo, deficiência física, discalculia, deficiência auditiva, surdez e deficiência intelectual.

Leia também:
General da reserva vai ocupar diretoria que cuida do Enem, sem chefe desde maio
Recife terá Enem digital em 2020

Como é a prova do Enem PPL? As provas do Enem PPL são constituídas de uma redação em língua portuguesa e de quatro provas objetivas. Cada prova objetiva terá 45 questões de múltipla escolha. Confira abaixo quais áreas do conhecimento serão abordadas em cada dia:

Primeiro dia Enem PPL 2019 (10/dez)

• Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

• Ciências Humanas e suas Tecnologias

• Redação

Segundo dia Enem PPL 2019 (11/dez)

• Ciências da Natureza e suas Tecnologias

• Matemática e suas Tecnologias

Veja também

Barroso manda governo proteger três terras indígenas da Covid-19 e diz que "situação é gravíssima"
Coronavírus

Barroso manda governo proteger três terras indígenas da Covid-19 e diz que "situação é gravíssima"

OAB define que metade dos cargos de direção da ordem deverá ser ocupada por mulheres
Equidade

OAB define que metade dos cargos de direção da ordem deverá ser ocupada por mulheres