Explosão em base jihadista na Síria deixa 23 mortos

Ainda não se sabe se explosão foi causada por um carro-bomba ou por um drone da coalizão internacional antijihadista ou da Rússia, aliada do regime de Damasco

Danos deixados pela explosão na base para jihadistas asiáticos na SíriaDanos deixados pela explosão na base para jihadistas asiáticos na Síria - Foto: Zein Al Rifai/AFP

Vinte e três pessoas, entre elas sete civis, morreram neste domingo (7) em uma explosão de origem indeterminada numa base de jihadistas asiáticos em Idlib, noroeste da Síria, informou a ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos. Combatentes procedentes de países asiáticos, principalmente da Ásia Central, bem como uigures originários da província chinesa de Xinjiang, fazem parte de facções islamitas e jihadistas na Síria.

"Uma explosão violenta ocorreu no quartel-general dos Soldados do Cáucaso na cidade de Idlib e matou 23 pessoas, sete delas civis", declarou à AFP o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman. Dezenas de pessoas ficaram feridas na explosão, a maioria combatentes, acrescentou. O QG ficou totalmente destruído e os prédios vizinhos, severamente danificados.

Leia também:
Bombardeios matam 17 civis na região síria de Guta Oriental
Síria está completamente livre do Estado Islâmico
Sem Estado Islâmico, cidade devastada da Síria recebe Papai Noel


O OSDH, que se apoia em uma ampla rede de fontes naquele país em guerra, não pôde determinar se a explosão foi causada por um carro-bomba ou por um drone da coalizão internacional antijihadista ou da Rússia, aliada do regime de Damasco.

Veja também

Os estragos do coronavírus comparados a outros vírus mortais
Coronavírus

Os estragos do coronavírus comparados a outros vírus mortais

Duas pessoas feridas por arma branca perto da antiga sede da revista Charlie Hebdo, em Paris
Mundo

Duas pessoas feridas por arma branca perto da antiga sede da revista Charlie Hebdo, em Paris