Família denuncia golpe de agência de viagem e prejuízo de mais de R$ 52 mil no Recife

A vítima contou ainda que só desconfiou do golpe em novembro, quando o suspeito mandou os vouchers dos passeios com data errada

Família é vítima de golpe de agência de viagensFamília é vítima de golpe de agência de viagens - Foto: Caio Danyalgil/Folha de Pernambuco

Uma família de nove pessoas que comprou passagens, hospedagens e passeios para Orlando, nos Estados Unidos, denuncia ter sido vítima de estelionato por uma agência de viagens. O golpe teria sido no valor de R$ 52.550. Entre as vítimas que residem em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, estão cinco adultos, três crianças e um bebê. 

A dona de casa Isabela Bispo, 36 anos, contou que a viagem de 12 dias e que inicialmente estava prevista para começar último dia 7, foi paga à vista e estava quitada desde março deste ano. “O sonho foi frustado por causa desse golpe. A viagem foi programada por um ano, e o que nos dói mais é a frustração das quatro crianças, que vão ter que esperar mais um ano para viajar”, afirmou Isabela.

Leia também:
Receita Federal alerta para golpe de doação a paróquia
Estelionatária que se passava por produtora de Anitta e Safadão é presa no Recife
'Estelionatário Galã' é preso em Boa Viagem


A vítima contou ainda que só desconfiou do golpe em novembro recebeu a família recebeu os vouchers dos passeios com a data de embarque da viagem diferente. “Entramos em contato com a companhia aérea, que nos informou que nenhuma passagem estava comprada; existia apenas reservas que já haviam expirado”, afirmou.

“Chegamos na agência através de um tio meu, que já fazia viagem com ela. Pagamos a viagem à vista, mas descobrimos que fomos lesados. Questionamos, mas ele [o dono] sempre dizia que a gente ia viajar, que ele iria dar um jeito. Agora ficou o prejuízo emocional que é maior que o financeiro, principalmente para as crianças”, completou Isabela.

Segundo a gerente de fiscalização do Órgão de Defesa do Consumidor de Pernambuco (Procon-PE), Danyelle Sena, a empresa de viagens Bessen, que foi cadastrada no órgão apenas em setembro, não possuía sede em Boa Viagem, como afirmado no cadastro. “O suspeito atendia no apartamento dele, em Olinda. Muitos documentos eram falsos. O voo era para esta quarta-feira (11), mas havia sido comprado em nome de outras pessoas. Ele havia mudado as datas várias vezes. O suspeito só emitiu os documentos em novembro, quando a vítima desconfiou”, contou.

A gerente do Procon-PE alerta a população para esse tipo de golpe. “O consumidor confia, muitas vezes por ter indicação de alguém, mas ,infelizmente, pode cair (em golpe). O ideal é tomar cuidado sempre que comprar algo”, reforçou Danyelle. 

O dono da empresa, identificado por João Carlos da Rocha Tavares, de aproximadamente 50 anos, foi ouvido no Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), no bairro de Afogados, na Zona Oeste do Recife, e pode ser autuado por estelionato. Em nota, a Polícia Civil informou que um inquérito policial foi instaurado apurar os fatos e a consequente responsabilidade penal.

Veja também

Ocorrências com pipas que provocam desligamento de energia saltam 203% em Pernambuco
Brincadeira perigosa

Ocorrências com pipas que provocam desligamento de energia saltam 203% em Pernambuco

Mais dois tremores de terra são registrados no Interior de Pernambuco
Abalos sísmicos

Mais dois tremores de terra são registrados no Interior de Pernambuco