'Gerente' do tráfico em Santo Amaro é preso com R$ 53 mil e armas

Polícia Civil ainda prendeu em flagrante , na última sexta-feira (22), outras três pessoas suspeitas de ntegrar quadrilha

DHPP apreende drogas e prende "gerente" do tráfico em Santo AmaroDHPP apreende drogas e prende "gerente" do tráfico em Santo Amaro - Foto: Divulgação/Polícia Civil de Pernambuco

A Polícia Civil (PC) apresentou nesta segunda-feira (25) a prisão de um homem conhecido como o “gerente” do tráfico na comunidade Demônios da Ilha, no bairro de Santo Amaro, no Centro do Recife. Ele liderava uma quadrilha que teve outros três integrantes presos, entre eles um taxista que realizava, segundo a polícia, a entrega das drogas. A operação, realizada na última sexta (22), foi coordenada pelo Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP).

Com o organizador do esquema de tráfico, Pablo Henrique Pereira Lima, 26 anos, foram apreendidos 40 kg de maconha, 1kg de cocaína em pó e outro de crack, além de quase R$ 53 mil, três armas (uma pistola e dois revólveres), seis facas, 16 balaclavas, três balanças de precisão e material para embalagem da droga. Ele também é suspeito de ter cometido homicídios na região.

Todo o material foi encontrado em Ouro Preto, Olinda, após o DHPP receber a informação de que Pablo Henrique estaria transferindo o material para outro lugar na sexta-feira pela manhã. A polícia conseguiu chegar quando ele saía dentro do táxi de Pablo Messias Pereira da Silva, 28 anos que, de acordo com o delegado João Leonardo, coordenador da Força-Tarefa do DHPP, auxiliava a quadrilha dando suporte no transporte de drogas e armas de fogo, além de ajudar na fuga de integrantes.

Leia também:
Polícia prende integrante do bando de líder do tráfico na Rocinha
Mulheres são presas por tráfico na RMR e no Sertão
Operação da PF desarticula esquema de tráfico internacional de cocaína


Para chegar até o “gerente”, a polícia dependeu da prisão de dois outros envolvidos no esquema. No dia 13, Wagner Santos Souza, 26 anos, que estaria envolvido em homicídios e tráficos de drogas, foi preso em flagrante junto a Moisés Joaquim da Silva, 30 anos, quando efetuavam uma transição bancária. Com eles, foram apreendidos mais de R$ 5 mil, 2 kg de maconha e 100 g de crack, que poderia dar origem a até 400 pedras. Para o fornecimento das drogas, Wagner utilizava as dependências de um posto de gasolina na avenida Agamenon Magalhães, ao lado do Shopping Tacaruna.

“Desde julho ou agosto, Pablo Henrique vinha gerenciando o escoamento de drogas para a comunidade”, afirma o delegado João Leonardo. “A investigação passa agora para um aprofundamento para comprovar ligação entre outros suspeitos investigados”. Num caderno encontrado durante a investida, havia a contabilidade, toda a estrutura financeira de uma empresa, com valores e drogas ligados a algumas pessoas. “Tudo isso vai ser checado na investigação e, uma vez comprovado, e com elementos comprobatórios, mais pessoas poderão ser presas”, explica.

A investigação de uma quadrilha voltada para o tráfico foi, segundo o delegado Ivaldo Pereira, gestor do DHPP, levada para a seção de homicídios por causa da motivação dos crimes. “Tendo o conhecimento de que a grande motivação de homicídios era relacionada ao tráfico de drogas, o objetivo se tornou combater os traficantes para reduzir o número de homicídios”. Todos os quatro presos foram autuados por tráfico e associação ao tráfico. Pablo Henrique e Pablo Messias também receberam auto por porte de arma de fogo.

Veja também

Contágio acelerado completa 15 semanas no Brasil, indicam cálculos
Coronavírus

Contágio acelerado completa 15 semanas no Brasil

Vacina da Oxford preveniu pneumonia em macacos
Coronavírus

Vacina da Oxford preveniu pneumonia em macacos