HCP celebra Outubro Rosa e alerta para prevenção

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o câncer é a principal causa de morte de mulheres no continente americano

Início da campanha Outubro Rosa no HCPInício da campanha Outubro Rosa no HCP - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

O câncer de mama está entre as doenças que mais afetam as mulheres no Brasil. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o câncer é a principal causa de morte de mulheres no continente americano, sendo o mais frequente o de mama. Nesse cenário, a campanha Outubro Rosa surge como meio de conscientização para a prevenção da doença. Para celebrar o início do mês, o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) realizou, na manhã desta terça-feira (1º), uma ação com música, danças e outras intervenções artísticas com o objetivo de chamar atenção à causa.

O movimento, de proporções internacionais, visa conscientizar para a importância do autoexame e da mamografia, exame de imagem que pode detectar o câncer de mama em seus estágios iniciais e, assim, aumentar a possibilidade de cura. Os primeiros sinais podem ser percebidos através do surgimento de nódulos superficiais nas mamas, notados pela prática do autoexame.

Segundo a coordenadora do departamento de mama do HCP, Denise Sobral, as mulheres precisam fazer a mamografia anualmente a partir dos 40 anos. “É a única forma de ter um diagnóstico precoce e alcançar a cura das pacientes com esse tipo de câncer”, afirmou a mastologista.

Leia também:
Hospital da Mulher oferta 150 mamografias sem marcação durante Outubro Rosa
HCP alerta sobre riscos do tabagismo à saúde; câncer de pulmão avança entre mulheres
Ministérios da Saúde e Cidadania se unem no combate à tuberculose

“Se a partir da biópsia for detectado algum tipo de câncer, a paciente vai para um tratamento específico. São tratamentos individualizados; Algumas precisam de cirurgias, outras de cirurgias e quimioterapia ou radioterapia. Mas a cura é possível”, complementou Denise. O HCP conta com uma equipe 11 mastologistas e, além dos tratamentos, oferece serviços de fisioterapia e assistência psicológica para as pacientes.

Entre as pacientes que participaram das ações, a atriz Doroteia Nogueira, 60, natural da cidade de Serra Talhada, no Sertão pernambucano, sempre participa das ações vestida com uma fantasia de cangaceira em cor de rosa. Para ilustrar a luta contra o câncer, a atriz criou a personagem “Maria, Amiga do Peito”, inspirada na lendária Maria Bonita.

“A personagem já rodou o mundo e inspira força, uso a coragem das cangaceiras para mostrar a força que nós mulheres temos para enfrentar as dificuldades”, afirmou a atriz, que há 11 anos diagnosticou os nódulos no seio através do autoexame e fez o tratamento no Hospital Oswaldo Cruz. “Descobri no banho, foi muita tristeza. Mas agora quero mostrar às mulheres que há vida após o câncer”, continuou Doroteia.

Início da campanha Outubro Rosa no HCP

Personagem "Maria, Amiga do Peito" - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Para a manicure Elizabete Barbalho, a alegria de participar do evento se misturou com a celebração do seu 74º aniversário de vida. Elizabete, que foi paciente do HCP, passou por cirurgias, sessões de quimioterapia e radioterapia e conseguiu se livrar do câncer de mama. No entanto, decidiu abraçar a campanha e tornou-se voluntária do Hospital. “É muito gratificante participar dessa experiência. Na época do meu tratamento eu contei com a ajuda de pessoas que me abraçaram e conversaram comigo. Hoje, estou nessa situação para ajudar outras pessoas”, disse Elizabete. “É preciso fazer a mamografia todos os anos, sou um caso de sucesso do tratamento porque descobri cedo”, completou.

Câncer de mama
Segundo estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca) estão previstos aproximadamente 6 mil casos de câncer de mama no Brasil no ano de 2019. Não há uma causa única da doença. Fatores hormonais, ambientais e, em alguns casos, a hereditariedade podem colaborar com o desenvolvimento do câncer. Além disso, é comprovado que os riscos de desenvolvimento da doença são maiores em mulheres com mais de 50 anos.

Veja também

Após morte de George Floyd, capas de revistas com negros disparam
EUA

Após morte de George Floyd, capas de revistas com negros disparam

Em evento no Recife, ministro da Educação diz que 140 prefeituras terão de prestar contas ao TCU
EM EVENTO NO RECIFE

Em evento no Recife, ministro da Educação diz que 140 prefeituras terão de prestar contas ao TCU