Jovem baleado pela PM em Itambé sai do coma

Edvaldo da Silva Alves, de 19 anos, está consciente, segundo boletim médico divulgado pelo Hospital Miguel Arraes

Edvaldo da Silva Alves recebeu tiro à queima roupa durante protestoEdvaldo da Silva Alves recebeu tiro à queima roupa durante protesto - Foto: Reprodução de vídeo

O jovem Edvaldo da Silva Alves, de 19 anos, baleado por um policial militar durante uma manifestação em Itambé, Zona da Mata de Pernambuco, em 17 de março, saiu do coma e já está consciente, segundo o boletim divulgado, neste domingo (26), pelo Hospital Miguel Arraes (HMA), em Paulista, na Região Metropolitana do Recife.

Edvaldo da Silva está internado desde o dia 19, na UTI da unidade, "acordado, consciente, respondendo a estímulos, mas continua respirando com ajuda de aparelhos". As visitas também continuam restritas à família, nos horários determinados pelo hospital. Um novo boletim só deve ser divulgado na terça-feira (28).

O advogado da família do jovem denunciou, durante reunião extraordinária, convocada pela Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Pernambuco, a insegurança no município e na região. O advogado Ronaldo Jordão ainda pediu a troca imediata do policiamento do local.

Os policiais envolvidos na ocorrência foram afastados das ruas, estão em atividades burocráticas. Um inquérito administrativo foi aberto na Corregedoria-Geral da Secretaria de Defesa Social. O resultado deve ser concluído em 30 dias.

Veja também

Brasil supera 4,5 milhões de infectados pelo novo coronavírus
Coronavírus

Brasil supera 4,5 milhões de infectados pelo novo coronavírus

Autoridades dos EUA interceptam envelope evenenado endereçado à Casa Branca
Mundo

Autoridades dos EUA interceptam envelope evenenado endereçado à Casa Branca