Justiça autoriza reajuste de 87,5% na tarifa do Metrô do Recife

Com o aumento, a passagem passará de R$ 1,60 para R$ 3,00

Metrô do Recife Metrô do Recife  - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Foi autorizado pela Justiça o reajuste de 87,5% na tarifa do Metrô do Recife. Com o aumento, a passagem passará de R$ 1,60 para R$ 3,00. A decisão foi assinada pelo desembargador federal Carlos Moreira Alves, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, de Brasília/DF, nessa segunda-feira (22) e divulgada nesta terça-feira (23).

A ação suspendeu uma liminar de 4 de maio de 2018 que impedia os aumentos em cinco capitais com o metrô administrado pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). Além do Recife, terão as passagens reajustadas Belo Horizonte/MG (89%), João Pessoa/PB, Maceió/AL e Natal/RN (todas com 100%). O Metrô do Recife não tem a passagem reajustada desde 2012, quando o valor aumentou de R$ 1,50 para R$ 1,60.

Leia também:
CBTU rebate críticas sobre reajuste no Metrô do Recife
Adiado novamente o início da integração temporal no TI Recife  


Em nota, a CTBU informou que irá "avaliar os próximos passos que serão dados acerca da questão". A companhia prevê uma série de ajustes operacionais antes de colocar a nova tarifa em vigor. "Este reequilíbrio representa uma necessidade orçamentária diante de anos de congelamento de tarifas e aumento de custos operacionais e manutenção. Ele será aplicado no momento exato após as mudanças que a empresa precisa realizar em suas bilheterias, sempre com ampla divulgação para a população", afirma a nota.

Segundo a decisão assinada pelo desembargador Carlos Moreira Alves, a CBTU não consegue cobrir nem 50% dos custos da operação com recursos próprios. "Na realidade, com custos e despesas que somaram R$ 1,24 bilhão em 2017, e face à arrecadação tarifária de apenas R$ 160 milhões (...) a receita da CBTU cobriu menos de 13% do custeio, gerando uma necessidade de subvenção para custeio aportada pelo Tesouro Nacional de R$ 931 milhões em 2017, e ainda deixando um prejuízo de R$ 148 milhões".

A decisão determina ainda que a CBTU apresente as justificativas para o aumento da tarifa e mostre dados que comprovem a perda inflacionária dos últimos anos.

Veja também

Barroso manda governo proteger três terras indígenas da Covid-19 e diz que "situação é gravíssima"
Coronavírus

Barroso manda governo proteger três terras indígenas da Covid-19 e diz que "situação é gravíssima"

OAB define que metade dos cargos de direção da ordem deverá ser ocupada por mulheres
Equidade

OAB define que metade dos cargos de direção da ordem deverá ser ocupada por mulheres