Litoral pernambucano não registra novas chegadas de óleo nesta terça

Segundo o secretario de Meio Ambiente de Pernambuco, José Bertotti, a praia do Paiva está "completamente limpa". A praia de Itapuama, no Cabo, ainda possui resíduos

Continuidade do trabalho de remoção das manchas de óleo nas praias do litoral sulContinuidade do trabalho de remoção das manchas de óleo nas praias do litoral sul - Foto: Léo Malafaia / Folha de Pernambuco

Após mais uma manhã de monitoramento da costa pernambucana, a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) confirmou que as praias de Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana, e do Recife não foram afetadas pelo óleo até o momento.

Segundo o secretario de Meio Ambiente de Pernambuco, José Bertotti, "o helicóptero da Secretaria de Defesa Social (SDS), como em todas as manhãs, levantou voo às 6h45 e sobrevoou parte da costa". Ainda de acordo com o secretário, a praia do Paiva, que foi afetada pelo óleo, está "completamente limpa". A praia de Itapuama, no Cabo, ainda tem resíduos.

A pasta ainda confirmou que as praias do Xaréu, Enseada dos Corais e Gaibu, não registraram nenhuma nova ocorrência. Entretanto, há registros de novas quantidades de óleo na praia de Japaratinga, litoral alagoano. "Estamos na expectativa de receber novas informações da marinha sobre o deslocamento de novas quantidades de óleo", afirmou Bertotti, que classifica o aparecimento das manchas de óleo no litoral como um "crime ambiental".

Segundo a secretaria, equipes da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) estão posicionadas em todas as praias do litoral sul e fazem um "trabalho constante de monitoramento das ações executadas pelas Defesas Civis municipais e orientando os voluntários para que sejam utilizados os EPIS".

Leia também:
Óleo chega a Morro de São Paulo, 3º maior destino turístico da Bahia
Óleo retirado das praias vira combustível para indústrias de cimento
Ministro do Meio Ambiente visita praias do litoral pernambucano
Três ministros de Bolsonaro chegam nesta terça a Pernambuco para tratar do vazamento de óleo

Apesar de não haver registros de deslocamento de resíduos no litoral norte desde o último dia 17, o monitoramento também está sendo feito na região pelos órgãos responsáveis.

Em relação ao descarte dos resíduos, o secretário relatou a preocupação com a coleta e a destinação dos resíduos. "Uma empresa foi contratada em regime de emergência para que esses resíduos sejam armazenados e tratados", afirmou Bertotti. O óleo recolhido nas praias está sendo levado ao Centro de Tratamento de Resíduos em Pernambuco (CTR-PE), o Ecoparque Pernambuco, em Igarassu, na Região Metropolitana do Recife. Até a manhã desta terça-feira, o espaço recebeu cerca de 351 toneladas de óleo.

Veja também

Ibama diz ter R$ 19 mi em pendências e interrompe ação de brigadistas em combate a incêndios
meio ambiente

Ibama diz ter R$ 19 mi em pendências e interrompe ação de brigadistas em combate a incêndios

Barroso diz que plano de proteção a índios é 'genérico e vago' e pede novo planejamento
Coronavírus

Barroso diz que plano de proteção a índios é 'genérico e vago' e pede novo planejamento