Macron diz que há condições para uma reunião entre EUA e Irã

Países devem debater programa nuclear e fim de sanções

Presidente da França, Emmanuel MacronPresidente da França, Emmanuel Macron - Foto: STEPHANIE KEITH / GETTY IMAGES NORTH AMERICA

O presidente francês, Emmanuel Macron, afirmou que foram criadas - nos bastidores da Assembleia Geral das Nações Unidas em Nova York - as condições para uma reunião de cúpula entre Estados Unidos e Irã. Ele disse que o próximo passo cabe agora aos dois países.

O comentário foi feito após uma reunião entre Macron e o presidente americano, Donald Trump, e seu encontro trilateral com o premiê britânico, Boris Johnson, e o presidente iraniano, Hassan Rouhani, nesta terça-feira (24), em Nova York.

Leia também:
'A França é parte da Amazônia', diz Macron
Discursos na ONU mostram sintonia total entre Trump e Bolsonaro
Bolsonaro chega aos EUA com agenda limitada e pode passar só 30 horas em NY

A agenda para uma possível cúpula entre EUA e Irã deve incluir os programas nuclear e de mísseis balísticos iranianos, bem como a suspensão de sanções econômicas impostas pelo governo americano.

Veja também

Protestos contra violência policial deixam 56 mortos e fecham escolas na Nigéria
internacional

Protestos contra violência policial deixam 56 mortos e fecham escolas na Nigéria

Quase 40 milhões de eleitores já votaram antecipadamente nos EUA
EUA

Quase 40 milhões de eleitores já votaram antecipadamente nos EUA