Médico da UPA acusado de estupros conta com outros processos

Um dos procedimentos está em trâmite na 4ª Vara Cível da Capital. O outro, já concluso, com recurso no segundo grau, corre na 31ª Vara Cível da Capital

Médico está sendo investigado desde a última quarta-feira (21), quando uma das vítimas, uma jovem de 18 anos, denunciou o abusoMédico está sendo investigado desde a última quarta-feira (21), quando uma das vítimas, uma jovem de 18 anos, denunciou o abuso - Foto: Arthur Mota

O médico traumatologista que está sendo investigado por haver abusado sexualmente de cinco mulheres na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Imbiribeira, na Zona Sul do Recife, também já está respondendo por processos no Judiciário por supostos erros médicos. A informação foi fornecida pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), que, em breve levantamento nominal, trouxe à tona os processos.

Um dos procedimentos está em trâmite na 4ª Vara Cível da Capital. O outro, já concluso, com recurso no segundo grau, corre na 31ª Vara Cível da Capital. O TJPE não descartou a possibilidade de que o profissional esteja envolvido em outros processos que não se relacione com sua profissão.

O médico está sendo investigado desde a última quarta-feira (21), quando uma das vítimas, uma jovem de 18 anos, denunciou o abuso. O material coletado no corpo da vítima foi confirmado pela perícia como sêmen, mas não houve confronto com o DNA do médico.

Leia também:
Médico da UPA já acumula cinco denúncias de estupro
Estupro na UPA: 'É possível que estejamos diante de um serial', diz chefe da Polícia Civil


A Polícia Civil não se posicionou quanto aos processos já correntes contra o médico e disse apenas que segue investigando o caso de maneira célere. Quanto à investigação dos supostos abusos, não divulgou o andamento, mas ponderou estar realizando os encaminhamentos necessários para solucionar os casos.

Veja também

Com 878 novos casos, Pernambuco ultrapassa 160 mil infectados pela Covid-19
Coronavírus

Com 878 novos casos, Pernambuco ultrapassa 160 mil infectados pela Covid-19

Procuradoria tenta de novo bloquear R$ 4,4 bilhões de gestora do DPVAT
SEGURADORA LÍDER

Procuradoria tenta de novo bloquear R$ 4,4 bilhões de gestora do DPVAT