Melhores escolas no Enem em PE têm contexto socioeconômico "muito alto"

Mesmo a única representante do ensino público entre as melhores notas médias, o Colégio de Aplicação da UFPE, apresenta índices que destoam do restante de parte do sistema de educação no Estado

Moacyr FrancoMoacyr Franco - Foto: Divulgação

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) divulgou, nesta terça-feira, as instituições de ensino com as melhores notas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2015. No topo do ranking em Pernambuco, as 10 escolas listadas pela entidade ligada ao Ministério da Educação (MEC) apresentam um dado em comum: todas elas são listadas com indicador de nível socioeconômico como "muito alto".

Leia mais:
Em Pernambuco, Colégio de Aplicação tem as melhores notas no Enem entre as escolas públicas
Mais de 90% das escolas públicas ficaram abaixo da média no Enem 2015


No top 10 pernambucano, apenas uma escola é pública: o Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Apesar de ser pública, a instituição consta com um nível socioeconômico considerado como "muito alto" pelo MEC, assim como as outras unidades de ensino privadas que compõem as melhores notas médias do Enem no Estado.

De acordo com o Inep, o indicador socioeconômico tem como objetivo situar as escolas em grupos que vão de "muito baixo" a "muito alto". Para o cálculo do quesito são levados em conta o nível de escolaridade dos pais e posse de bens, características do domicílio, renda e contratação de serviços referentes à família dos alunos.

No caso da categoria mais alta, o índice aponta variáveis como o quantitativo de bens considerados elementares (duas ou mais geladeiras e três ou mais televisores, por exemplo), bens complementares (DVD, máquina de lavar roupa, computador com acesso à internet, por exemplo), bens suplementares (três ou mais carros na garagem, além de TV por assinatura).

Além disso, as famílias dos alunos nos colégios classificados como "muito alto" no quesito têm renda mensal acima de 7 salários mínimos, além de contar com serviço de empregada mensalista ou diarista até duas vezes por semana. Outra dado apontado pelo Inep é que os pais ou mães destes estudantes completaram a faculdade e podem ou não ter concluído cursos de pós-graduação.

Apesar dos dados disponibilizados pelo MEC, o ministério pede cautela na análise das informações, já que a participação no Enem é voluntária. O indicador de nível socioeconômico, afirma o poder público, possibilita, de modo geral, situar o público atendido pela escola em um estrato ou nível social, apontando o padrão de vida referente a cada um de seus estratos.

Veja também

Espanha fecha boates e restringe o fumo devido ao aumento de casos de Covid-19
Coronavírus

Espanha fecha boates e restringe o fumo devido ao aumento de casos de Covid-19

Sob pressão, governo da Belarus pede apoio europeu contra a Rússia
internacional

Sob pressão, governo da Belarus pede apoio europeu contra a Rússia