Mulher morre após ser empurrada de apartamento por companheiro no Recife

Antes de morrer, afirma a Polícia Civil, a mulher confirmou que o marido seria o autor do empurrão; ele foi preso em flagrante

Casal estava junto há cerca de um ano, segundo relatos de familiaresCasal estava junto há cerca de um ano, segundo relatos de familiares - Foto: Arquivo pessoal

O pedreiro Fábio Lourenço da Silva, de 35 anos, foi preso em flagrante no início da manhã desta segunda-feira (24) suspeito de feminícidio. Ele, segundo a Polícia Civil de Pernambuco, teria matado a companheira, a agente de saúde Márcia Araújo Severino da Silva, de 44 anos. O crime ocorreu por volta das 4h na avenida Aníbal Benévolo, no bairro de Água Fria, na Zona Norte do Recife, onde o casal morava.

Informações preliminares do Instituto de Criminalística (IC), que foi acionado para a ocorrência, apontam que a principal linha de investigação do caso é a de que o marido, após uma discussão, teria empurrado a companheira do apartamento do casal, a uma altura de aproximadamente 20 metros.

Leia também:
Estado lança protocolos de combate ao feminicídio
Número de assassinatos de mulheres no Brasil em 2019 preocupa CIDH

Após o empurrão, Márcia caiu na pista e bateu a cabeça no meio-fio. Ela chegou a ser socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), de Nova Descoberta, na Zona Norte do Recife, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Antes de morrer, afirma a Polícia Civil, Márcia confirmou que o marido seria o autor do empurrão. 

O pedreiro fugiu do local do crime e foi preso por volta das 6h. Ele foi levado para prestar depoimento do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Policiais o encontraram dentro da casa da mãe, no Alto do Pascoal, na Zona Norte da capital. As investigações da morte de Márcia ficarão a cargo da Polícia Civil de Pernambuco. Fábio será apresentado em audiência de custódia.

Segundo relato de familiares de Márcia, ela estava com Fábio há cerca de um ano e era constantemente agredida por ele. "Ela sempre falava com as amigas sobre as agressões. Apanhava quase todo dia", relatou ao Portal FolhaPE um parente da vítima.

Veja também

Domingo será de chuvas em regiões de Pernambuco, prevê Apac
Tempo

Domingo será de chuvas em regiões de Pernambuco, prevê Apac

Condutores escolares reivindicam acesso ao auxílio emergencial
Carreata

Condutores escolares reivindicam acesso ao auxílio emergencial