Noronha registra mais duas curas e tem uma taxa de 89% de recuperação

A ilha não registrou nenhum óbito pela Covid-19

Fernando de NoronhaFernando de Noronha - Foto: Anderson Stevens/ Arquivo / Folha de Pernambu

Fernando de Noronha registrou mais duas curas clínicas da Covid-19 nas últimas 24h, aumentando para 25 o número de pacientes recuperados da doença. Até o momento, o arquipélago tem 28 casos confirmados, sendo 17 homens e 11 mulheres, entre 25 e 59 anos. Desses, apenas três pessoas ainda apresentam sintomas e estão em isolamento domiciliar. Nenhum óbito foi registrado na ilha.

Leia também:
Sistema prisional de Pernambuco tem 21 casos da Covid-19
Fernando de Noronha distribui 3,5 mil máscaras para moradores e servidores

Noronha vive em regime de quarentena desde o dia 20 de abril e a circulação de pessoas nas vias públicas só é permitida em casos de atendimento as necessidades essenciais e imediatas, além disso, todo morador deve preencher um formulário justificando o motivo da saída. O decreto assinado na última quinta-feira (30), pelo governador Paulo Câmara, estendeu o período de quarentena em Fernando de Noronha até o dia 10 de maio.

O decreto também estendeu até o dia 15 de maio o fechamento dos estabelecimentos comerciais não essenciais e o acesso às praias. As aulas e atividades na Escola Arquipélago e no Centro Integrado de Educação Infantil Bem-Me-Quer estão suspensas até o dia 31 de maio. O desembarque de qualquer pessoa, incluindo servidores e profissionais das atividades essenciais, no aeroporto Wilson Campos está proibido até o dia 15 de maio.

Para auxiliar as famílias da ilha estão sendo distribuídas mais 525 cestas básicas de um total de 2 mil adquiridas pela administração em parceria com o Ceasa. Para receber o benefício é preciso se cadastrar pelos telefones: (81) 99488.3167 / 99488.3169. Além disso, cada família noronhense já começou a receber a quantia de R$ 200 por mês para comprar gás de cozinha, água mineral e outros itens essenciais enquanto durar a pandemia.

Estudo epidemiológico
Nas próximas semanas será realizado um estudo para avaliar a circulação do vírus da Covid-19 em Fernando de Noronha. Serão testados em torno de 900 voluntários entre homens e mulheres, de diversas faixas etárias e de todas as regiões da ilha. Os participantes serão selecionados de forma aleatória. Os que aceitarem participar da pesquisa serão acompanhados durante um ano pela equipe de saúde e farão exames nesse período. O estudo fornecerá evidências para orientar ações de vigilância e controle da doença e também irá apoiar a tomada de decisão da administração na retomada das atividades sociais e econômicas na ilha.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Classes mais altas têm maior potencial de contaminação em repique de casos, diz infectologista
Coronavírus

Classes mais altas têm maior potencial de contaminação em repique de casos, diz infectologista

Protestos contra violência policial deixam 56 mortos e fecham escolas na Nigéria
internacional

Protestos contra violência policial deixam 56 mortos e fecham escolas na Nigéria