O fim do mistério sobre o Galo Maestro da Ponte Duarte Coelho

Guardada a sete chaves pela Prefeitura do Recife e aguardada há 11 meses pelos foliões, a imagem gigante do Galo é revelada pela Folha

Modelo do Galo Maestro está guardado no galpão onde a peça será montada antes do CarnavalModelo do Galo Maestro está guardado no galpão onde a peça será montada antes do Carnaval - Foto: Rafael Furtado

Um dos segredos mais bem guardados do Carnaval recifense, o Galo Maestro que reina na ponte Duarte Coelho durante a folia, estará este ano com uma sombrinha de frevo na asa direita e roupagem predominantemente nas cores preta, vermelha e amarela. Assinada pelo cenógrafo veterano Walther Holmes, a escultura trará nas penas de trás, em formato de meia-lua, um mesclado de cores vermelho, laranja, amarelo e verde em tons claros e escuros. Com o bico fechado e fitas douradas envoltas nos pés, o ícone dos festejos de Momo terá paetês brilhosos revestindo o papo e a crista, ambos na cor vermelha.

A Folha de Pernambuco teve acesso ao galpão onde está a maquete do Galo gigante, de aproximadamente 60 centímetros. Ela está protegida numa sala, e a única forma de vê-la é através de um vidro transparente fixado na porta. É nesse mesmo galpão, onde também funciona uma gráfica, que serão montadas as peças. O conceito da alegoria símbolo do Carnaval da Capital pernambucana, que tudo indica homenageia o frevo, foi concebido em outubro passado, mas começou a ganhar formato nos primeiros dias de janeiro. No galpão, inclusive, já é possível ver esboços do corpo do Galo em blocos de isopor.

Leia mais: 
Edinho Lira e Walther Holmes assinam o Galo gigante da Duarte Coelho
GaloParade: réplicas da alegoria enfeitam Recife e Olinda
Confira opções de camarotes para o Galo da Madrugada
Galo da Madrugada fará prévias no Marco Zero
[Vídeo] Pernambuco de todos os Carnavais no Galo da Madrugada

O criador da peça deste ano é o mesmo que recentemente assinou a cenografia do São João de Caruaru junto ao badalado estilista Ronaldo Fraga. Procurado, Holmes apenas adiantou que as informações serão apresentadas em entrevista coletiva à imprensa na próxima terça-feira, provavelmente no mesmo galpão onde a obra está sendo produzida, até então de forma sigilosa. A notícia de que ele é o designer à frente do projeto foi antecipada pela coluna social de Roberta Jungmann.

Após sete anos sob a responsabilidade do artista plástico Sávio Araújo, a ornamentação do Galo Maestro de 2017 ficou sob a responsabilidade do apresentador e jornalista Flávio Barra, o que gerou polêmica. Insatisfeitos com a decoração, que teve como tema o grafite, muitos recifenses protestaram com memes na internet. Dias depois de ser erguido na ponte, vândalos tentaram atear fogo na alegoria. Sem sucesso, jogaram tinta na escultura. Com a repercussão negativa, a Prefeitura do Recife, responsável pela confecção do mascote, se pronunciou por meio de nota. No comunicado, destacou ações voltadas para a arte urbana e afirmou que visava “incluir e integrar essas expressões nas soluções urbanas na cidade”. 

Veja também

Bairros do Recife ficam 'às escuras' na noite desta quinta (13)
Recife

Bairros do Recife ficam 'às escuras' na noite desta quinta (13)

Correntes humanas nas calçadas, greves e demissões elevam grau de protesto na Belarus
internacional

Correntes humanas nas calçadas, greves e demissões elevam grau de protesto na Belarus