Obra de R$ 13,7 milhões no canal do Fragoso promete evitar alagamentos

Trecho de 800 metros que receberá o revestimento vai do canal da avenida Chico Science, nos Bultrins, até a rua Marcolino Botelho, em Casa Caiada

Intervenção conta com mais de R$ 13,1 milhões do Ministério das Cidades, além de R$ 657 mil como contrapartida da Prefeitura de OlindaIntervenção conta com mais de R$ 13,1 milhões do Ministério das Cidades, além de R$ 657 mil como contrapartida da Prefeitura de Olinda - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

O prefeito de Olinda, Professor Lupércio, assinou nesta segunda-feira (8) a ordem de serviço para o revestimento de mais 800 metros do canal Bultrins/Fragoso, localizado entre os bairros dos Bultrins e Casa Caiada. Esse será o último trecho a passar pela intervenção, voltada para prevenção de alagamentos. A obra vai custar R$ 13,7 milhões, com conclusão prevista para o próximo ano.

O trecho que receberá o revestimento vai do canal da avenida Chico Science, nos Bultrins, até a rua Marcolino Botelho, em Casa Caiada. As margens do canal, que terá 12 metros de largura e 3 metros de profundidade, serão revestidas com placas pré-moldadas de concreto, por onde a água vai escoar nos dias de chuva. Além disso, o projeto prevê a construção de uma ciclovia e uma via de rolamento. Essa é a segunda etapa da intervenção, que já tem revestido um trecho de 300 m.

Leia também:
Olinda tem mais um dia de transtornos por causa das chuvas
Vigilante é assassinado no quintal de casa em Olinda

Com esse serviço, de acordo com a prefeitura, o canal terá, ao todo, mais de 1 km de revestimento e 1,2 km de ciclovia, além de 1 km de via marginal calçada. “Convidamos os moradores a acompanharem a obra, esperada pela população há muitos anos. Será um trecho novo”, afirmou o prefeito Lupércio.

A intervenção conta com mais de R$ 13,1 milhões do Ministério das Cidades, além de R$ 657 mil como contrapartida da Prefeitura de Olinda. Para a realização da obra, 31 casas serão desapropriadas e indenizadas. Segundo a prefeitura, o valor das indenizações já está previsto no orçamento.

Veja também

TI Afogados, no Recife, será uma integração temporal
Mobilidade

TI Afogados, no Recife, será uma integração temporal

Pernambuco tem primeira regularização de terra quilombola feita pelo governo estadual
Direito à terra

Pernambuco tem primeira regularização de terra quilombola feita pelo governo estadual