Obra na ponte do Janga causa enormes engarrafamentos

Asfaltamento da via está sendo realizado no horário de expediente da construtora contratada, das 8h às 17h

Trânsito no início da Ponte do JangaTrânsito no início da Ponte do Janga - Foto: Mayara Pareja/Portal FolhaPE

A duplicação da ponte do Janga, na Região Metropolitana do Recife (RMR), que tem previsão de conclusão para dezembro de 2017, está dando dor de cabeça para quem precisa passar pela PE-01 todos os dias. Segundo um morador que preferiu não se identificar, o revestimento da via está acontecendo no horário de almoço, entre 11h e 12h, dificultando o trânsito das pessoas desde segunda-feira (3).

A universitária Aleksandra Soares, que mora no Conjunto Beira Mar, no Janga, considera a ação uma falta de respeito. "Eu largo da faculdade às 11h, que fica em Olinda, e agora estou levando mais de duas horas para chegar em casa", reclama.

Leia também:
Convênio viabiliza duplicação da Ponte do Janga
Junior Matuto fiscaliza obras de duplicação na Ponte do Janga


A estudante afirmou ainda que as pessoas estão preferindo ir a pé para seus destinos e que não existe fiscalização nas vias, dificultando o trajeto dos veículos. "Não tem nenhuma equipe da Prefeitura para ajudar a melhorar o trânsito".

Segundo o secretário de infraestrutura da Prefeitura do Paulista, Tiago Magalhães, a construtora responsável pela obra começou a revestir o asfalto da ponte na última sexta-feira (29). "A obra está acontecendo no horário de expediente da construtora, das 8h às 17h. No momento, o asfalto novo está sendo colocado em cima da ponte e existe uma equipe de trânsito no local, além de placas de siga e pare. A previsão para conclusão do revestimento é nesta quarta-feira (4)", afirma. "Estamos pavimentando a cidade, asfaltando tudo, a ponte antiga vai ficar um tapete", acrescenta.

Obra atrasada
O valor do projeto, que visa beneficiar os bairros de Engenho Maranguape, Maria Farinha, Pau Amarelo, Loteamento Conceição e Janga está orçado em R$ 16 milhões, sendo R$ 14,4 do governo estadual e R$ 1,6 milhão do município.

De acordo com a Prefeitura do Paulista, 50 mil veículos trafegam entre a Ponte do Janga até a entrada do Conjunto Beira Mar. Nos fins de semana e nos feriados o fluxo aumenta, chegando a ser de 70 mil carros.


Veja também

Aumento de indicadores da Covid-19 leva Jaboatão a suspender retorno de aulas para educação infantil
Coronavírus

Aumento de indicadores da Covid-19 leva Jaboatão a suspender retorno de aulas para educação infantil

Pela última vez, Trump perdoa peru pelo Dia de Ação de Graças
EUA

Pela última vez, Trump perdoa peru pelo Dia de Ação de Graças