Parada da Diversidade reúne 15 mil pessoas na Zona Norte do Recife

Com o tema "LGBTfobia Destrói, Resistência Une", décima edição do evento ocorreu neste domingo

Parada da Diversidade de Casa AmarelaParada da Diversidade de Casa Amarela - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

A 10ª edição da Parada da Diversidade de Casa Amarela reuniu milhares de pessoas na tarde deste domingo na Zona Norte do Recife. Este ano com o tema “LGBTfobia Destrói, Resistência Une #Ame-se”, cerca de 15 mil pessoas, segundo a organização, acompanharam os dois trios elétricos que percorreram as ruas do bairro. A festa, que começou na Rua Vasco da Gama, seguiu até a Rua Luiz Cesário de Melo, onde foi montado um palco para apresentações de artistas locais.

O evento foi organizado pelo Grupo Cultural Recifogosas. Um dos organizadores, Xandy Show, coordenador do movimento LGBT Zona Norte do Recife, ressaltou a importância de realizar o evento em Casa Amarela, um dos bairros mais populosos da capital pernambucana. “Queremos reverenciar os 10 anos da Parada com muita resistência. Tivemos avanços também”, afirma.
O trio principal contou com apresentação do grupo Amigas do Brega, formado pelas cantoras Palas Pinho, Dayanne Henrique, Danny Müller e Eliza Mell. “Estamos num momento político conturbado e fazer parte de um evento como esse traz empoderamento a essas pessoas”, destacou Dany Müller. “Eu levanto essa bandeira também porque sou uma delas [pessoas LGBT]”, afirmou Eliza Mell. A drag queen Priscila Oliveira, 26, mora em Fortaleza e vem todos os anos para a Parada. “Eu acho importante o respeito. Sou feliz do que eu sou jeito”, ressaltou.

Veja também

República Dominicana vota para presidente após dia recorde de contágios de COVID-19
Mundo

República Dominicana vota para presidente após dia recorde de contágios de COVID-19

Cientistas descobrem nova espécie de perereca-de-bromélia na Bahia
Natureza

Cientistas descobrem nova espécie de perereca-de-bromélia na Bahia