Polícia Civil ouve a oitava possível vítima de médico

Mulher afirmou ter sido abusada dentro de um hospital particular do Recife há cerca de dois anos

Primeira denúncia surgiu de paciente da UPA da ImbiribeiraPrimeira denúncia surgiu de paciente da UPA da Imbiribeira - Foto: Arthur Mota

Mais uma possível nova vítima do traumatologista, a quem é atribuído uma série de estupros na UPA da Imbiribeira, prestou depoimento a polícia nessa quinta-feira (1º). A jovem afirmou ter sido abusada dentro de um hospital particular do Recife, há cerca de dois anos. A unidade de saúde informou que o médico foi desligado em junho de 2017 por motivos de troca de profissionais da ortopedia.

Durante toda esta quinta-feira, a reportagem tentou contato com a gestora da Delegacia de Mulher, Gleide Ângelo, e a titular do caso Ana Elisa Sobreira, sem sucesso. Pelo menos oito vítimas do médico já buscaram a delegacia nos últimos dias. O Tribunal de Justiça do Estado não confirmou se há algum pedido de prisão temporária para ser julgado em relação ao suspeito.

Leia também:
Médico da UPA acusado de estupros conta com outros processos
Preso suspeito de estuprar, em Olinda, mulheres escolhidas através da internet
Pedófilo que aliciava crianças pelo Facebook é preso em Jaboatão


O traumatologista foi denunciado pela primeira vítima há mais de uma semana. Material biológico de uma vítima de 18 anos já foi coletado e confirmado para sêmen, mas os órgãos de segurança ainda não conseguiram confrontar com o perfil genético do suspeito. 

Veja também

Reino Unido é o primeiro país europeu a superar marca de 100 mil mortes por Covid-19
Coronavírus

Reino Unido é o primeiro país europeu a superar marca de 100 mil mortes por Covid-19

Bolsonaro se vangloria de número de vacinados e agora defende imunização 'para a economia funcionar'
Presidente

Bolsonaro se vangloria de número de vacinados e agora defende imunização 'para a economia funcionar'