Polícia marca data para reconstituição da morte de Ágatha

Nesta terça-feira (24), quatro policiais prestaram depoimento na sede da DH (Delegacia de Homicídios)

Agatha Vitória Sales Félix, 8, morreu na madrugada deste sábado (21) no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, bairro da zona norte do Rio de JaneiroAgatha Vitória Sales Félix, 8, morreu na madrugada deste sábado (21) no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, bairro da zona norte do Rio de Janeiro - Foto: Reprodução/Instagram

A Polícia Civil marcou para a próxima terça-feira (1) à noite, no Complexo do Alemão, a reconstituição da morte de Ágatha Félix, 8, que morreu na madrugada de sábado (21) atingida por um tiro.

Nesta terça-feira (24), quatro policiais prestaram depoimento na sede da DH (Delegacia de Homicídios). Na segunda (23), oito PMs já haviam falado à polícia.

O delegado titular da DH, Daniel Rosa, disse que até esta quarta (25) a perícia deve concluir qual o calibre da arma utilizada para atirar em Ágatha –e checar se o calibre é o mesmo das armas utilizadas pelos policiais naquela noite.

Leia também;
Fábio Assunção vai a protesto contra morte de Ágatha no Rio e retrata descaso ao Alemão
Moradores de comunidade fazem protesto contra morte de Ágatha
Veja o que se sabe até agora sobe o assassinato da menina Ágatha Félix

Também nesta terça, prestou depoimento o motorista da van onde a menina estava quando foi atingida. Ele voltou a afirmar que o tiro foi dado pela polícia. Nesta quarta os pais e o avô de Ágatha prestarão depoimento.

Veja também

Justiça bloqueia R$ 29 milhões em bens de Doria em ação por improbidade na Prefeitura de SP
São Paulo

Justiça bloqueia R$ 29 milhões em bens de Doria em ação por improbidade na Prefeitura de SP

Faculdades particulares têm 1% de cursos com nota máxima no Enade 2019
Educação

Faculdades particulares têm 1% de cursos com nota máxima no Enade 2019