Prefeito de Paulista cobra inclusão da cidade na quarentena

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), as cinco cidades - Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe e São Lourenço da Mata - foram colocadas no decreto por critérios epidemiológicos

Prefeito do Paulista Junior Matuto (PSB), em entrevista à Rádio FolhaPrefeito do Paulista Junior Matuto (PSB), em entrevista à Rádio Folha - Foto: Alexandre Aroeira

Com 1.004 casos e 65 mortes por Covid-19, a cidade de Paulista, na Região Metropolitana do Recife (RMR), solicita sua inclusão no decreto da quarentena obrigatória anunciado pelo Governo de Pernambuco na última segunda-feira (11). A medida restritiva, anunciada pelo Governo de Pernambuco na segunda-feira (11), abrange o Recife, Olinda, Camaragibe, Jaboatão dos Guararapes e São Lourenço da Mata e começa a valer neste sábado (16).

Em entrevista ao programa “Conexão Notícias”, da Rádio Folha 96,7 FM, nesta sexta-feira (15), o prefeito de Paulista, Júnior Matuto (PSB), informou que entregou ofícios ao Governo do Estado e ao Exército com a solicitação. “Elaboramos um documento e entregamos com um apelo para incluir a cidade no decreto”, diz o prefeito. O socialista aguarda resposta à solicitação ainda nesta sexta.

Leia também:
Pernambuco registra novo recorde de mortes por Covid-19: 83 em 24h
Quarentena: Governo do Estado exclui do rodízio novas categorias


Todos os bairros de Paulista, exceto os localizados na zona rural, têm casos de Covid-19, segundo balanço da Secretaria municipal de Saúde dessa quinta-feira (14). “Quando soube da notícia do ‘lockdown’ em algumas cidades, achei que Paulista estaria incluída por ser a quarta cidade em casos no Estado. Temos limite com o Recife, com Olinda e com Camaragibe e Paulista deveria ter sido contemplada”, lembra Júnior Matuto.

“Infelizmente boa parte da população não está respeitando o isolamento e a outra está aflita cobrando ação da prefeitura”, acrescentou. Júnior Matuto destacou ainda que sem apoio não é possível decretar as medidas mais rígidas na cidade, por questões de efetivo. “É impossível decretar ‘lockdown’ sem apoio do governo e das Forças Armadas. Não temos condições”, continua o prefeito.

O que diz a Secretaria Estadual de Saúde
Por meio de nota enviada ao Portal FolhaPE, a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) esclareceu que as cinco cidades foram escolhidas para o decreto “com base em critérios epidemiológicos”.

“Recife, Jaboatão dos Guararapes e Olinda, além de serem as cidades mais populosas do Estado, concentram o maior número absoluto de casos e óbitos. A cidade de São Lourenço da Mata, com 291 mortes por milhão de habitantes, possui a maior taxa de mortalidade de Pernambuco, estando entre os 20 municípios do Brasil com as maiores taxas de mortalidade pela Covid-19 e, por isso, fortemente indicada a ser incluída no Decreto do Governo de Pernambuco”, destaca o texto da pasta.

Camaragibe, segundo a SES-PE, foi incluída por sua localização geográfica e fluxo populacional para garantir a efetividade das ações em São Lourenço. “Camaragibe também possui alta taxa de mortalidade (177 óbitos por milhão de habitante), maior inclusive do que a taxa de Paulista, que é de 163 óbitos pela Covid-19 por milhão de habitantes”, continua a SES-PE.

A secretaria destaca ainda que não há impedimentos legais para que outros municípios pernambucanos adotem medidas para aumentar o isolamento social. “As prefeituras têm autonomia legal para tomar estas medidas e contarão com total apoio do Governo de Pernambuco”, ressalta a nota.

Por fim, a SES-PE reitera que, em caso de necessidade, novas ações poderão ser tomadas na medida e tempo oportuno para combater a propagação da Covid-19 no Estado.

Prefeitura diz que população é favorável
A prefeitura postou em seu site oficial uma pesquisa de opinião feita com moradores da cidade nas redes sociais. Segundo os resultados, 79% da população de Paulista se disse favorável à adoção da quarentena obrigatória na cidade.

De acordo com a prefeitura, 3.728 pessoas responderam à pergunta da pesquisa, realizada entre a segunda (11) e terça (12), logo após o anúncio oficial feito pelo Governo do Estado sobre a medida.

Isolamento social
Segundo o Painel Isolamento Social, do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Paulista registrou 49,1% de adesão ao distanciamento na quinta-feira (14), sendo a 19ª cidade entre as 184 do Estado. O índice é considerado baixo pelas autoridades sanitárias, que recomendam pelo menos 70% como ideal no combate à Covid-19.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

 

Veja também

Pelo menos 16 mortos no Japão devido às chuvas torrenciais
Mundo

Pelo menos 16 mortos no Japão devido às chuvas torrenciais

Brasil registra 1.091 mortes pela Covid-19 nas últimas 24h
Coronavírus

Brasil registra 1.091 mortes pela Covid-19 nas últimas 24h