Presidente americano comemora acordo de frágil cessar-fogo na Síria

Trump comemorou afirmando que as sanções americanas contra a Turquia resultaram no acordo pelo cessar-fogo

Presidente dos Estados Unidos, Donald TrumpPresidente dos Estados Unidos, Donald Trump - Foto: Brendan Smialowski / AFP

O presidente americano, Donald Trump, celebrou seus esforços para mediar um cessar-fogo temporário entre Turquia e combatentes curdos no norte da Síria.

O governo americano firmou um acordo com a Turquia na quinta-feira (17). Contudo, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, advertiu na sexta-feira (19) que suas tropas reiniciariam a ofensiva militar com maior intensidade se as forças curdas não deixarem a região ao longo da fronteira no prazo combinado de 120 horas.

Leia também:
Bolsonaro encontrará líder envolvido em escândalo de Trump
Turquia aceita cinco dias de cessar-fogo na Síria

Trump declarou na sexta-feira (19) que disparos em menor grau de atiradores de elite e de morteiros foram rapidamente interrompidos. Ele comemorou afirmando que as sanções americanas contra a Turquia resultaram no acordo pelo cessar-fogo.

Contudo, a organização Observatório Sírio para os Direitos Humanos afirmou que os combates continuaram na sexta-feira nas proximidades de Ras al-Ayn, no norte da Síria, e que sete pessoas foram mortas em bombardeios aéreos da Turquia.

O secretário da Defesa dos Estados Unidos, Mark Esper, vai visitar a partir de sábado (19) o Oriente Médio e Bruxelas, onde fica a sede da OTAN, para discutir a situação.

Veja também

Pela última vez, Trump perdoa peru pelo Dia de Ação de Graças
EUA

Pela última vez, Trump perdoa peru pelo Dia de Ação de Graças

Biden monta gabinete moderado com diversidade na superfície para neutralizar críticas da esquerda
EUA

Biden monta gabinete moderado com diversidade na superfície para neutralizar críticas da esquerda