Preso perigoso bando responsável por tráfico e homicídios em Olinda

A prisão foi realizada no bairro de Peixinhos, Olinda

Coletiva de imprensa no no Quartel do Comando Geral da PMPE, no DerbyColetiva de imprensa no no Quartel do Comando Geral da PMPE, no Derby - Foto: Wellington Silva/Folha de Pernambuco

Uma quadrilha de alta periculosidade responsável por tráfico de drogas e homicídios em Peixinhos, Olinda, foi desarticulada em operação conjunta envolvendo as polícias Militar e Civil e a Secretaria de Ressocialização de Pernambuco, nessa quinta-feira (1º). Os detalhes foram divulgados na tarde desta sexta (2), em coletiva de imprensa no Quartel do Comando Geral da PMPE, no Derby.

Ao todo, cinco pessoas foram presas, incluindo uma mulher. Todos foram autuados por tráfico de entorpecente e associação para o tráfico. Com o grupo, foram apreendidos 1,2 kg de crack, três revólveres, três pistolas, sete papelotes de maconha, uma espingarda calibre 12, farta munição, facas e nove aparelhos celulares. A polícia ainda continua em busca de outros integrantes da quadrilha.

De acordo com o comandante do 1º Batalhão da PM, tenente coronel Marcos Evangelista, a área onde os suspeitos foram detidos era de difícil acesso e o trabalho de inteligência foi essencial para cercar o grupo. "O local só tinha uma entrada e eles sempre fugiam pelo mangue. Mas, desta vez, conseguimos cercar e impedir que eles escapassem", disse. Ao todo, 35 policiais participaram da ação.

Leia também:
Nove pessoas presas e um menor apreendido em operações na RMR e na Zona da Mata 
Homem estrangula esposa e depois se mata na Mata Norte
Operação Endosso: Polícia Civil prende sargento reformado

Durante a operação, um dos suspeitos assumiu ter assassinado Daniel de Araújo, que estava desaparecido desde o ano passado. "Daniel fazia parte da gangue rival e foi morto quando tentou tomar a boca de fumo no Marezão. Um dos presos ontem disse que matou e enterrou o corpo", detalhou o delegado adjunto da 9ª Delegacia de Polícia de Homicídios, André Luna.

Contra dois dos suspeitos presos ontem já havia dois mandados de prisão por homicídio qualificado, todos em Olinda. Segundo o secretário executivo de Ressocialização, Cícero Rodrigues, havia um suspeito sendo monitorado por tornozeleira eletrônica. "Também estamos investigando se uma arma encontrada com ele pertencia a um agente penitenciário que havia sido roubada", falou. 

Veja também

Conheça os tipos de vacina contra a Covid-19
Coronavírus

Conheça os tipos de vacina contra a Covid-19

Como a Covid afetou o tratamento do câncer
Inspiração Saúde

Como a Covid afetou o tratamento do câncer