Presos suspeitos de envolvimento com a guerra por tráfico em Paulista

Em diligência, a Polícia Civil de Pernambuco localizou três homens armados, condenados previamente por tráfico

Delegado Victor LeiteDelegado Victor Leite - Foto: Divulgação/PCPE

Um homem suspeito de mais de dez assassinatos foi preso no bairro de Maranguape I, Paulista. Jamerson Souza de Assis e outro homem que também foi detido, segundo a polícia, têm envolvimento direto com a guerra pelo tráfico na região de Paulista, na Região Metropolitana do Recife. As detenções foram divulgadas nesta quinta-feira (1º), mas ocorreram na última terça-feira (27).

Leia também:
Suspeitos de tráfico são presos em flagrante em Moreno
SDS dobra o número de delegados nas unidades especializadas em homicídios
Homem é preso por estupro de mulher em Paulista, na RMR


Os policiais chegaram a eles através de denúncia anônima. A Polícia contou que um carro com três suspeitos foi localizado e abordado. Higor Santino da Silva dirigia para Jamerson Souza de Assis e Michel Porfírio Junior - estes dois estavam armados com uma pistola calibre 380 e um revólver calibre 38, com munições.

De acordo com o delegado Victor Leite, da 7ª Delegacia de Homicídios, “a Polícia Civil trabalha baseada em investigações de homicídios em Paulista”, que estariam ligados à disputa de tráfico na área.

Higor Santino foi liberado após audiência de custódia por ser réu primário. Michel Júnior estava em liberdade provisória desde janeiro e havia sido preso por tráfico. Jamerson estava foragido da Justiça e havia sido condenado anteriormente por tráfico e posse de arma. Os dois últimos foram presos em flagrante por porte ilegal de arma de fogo.

Veja também

Aumento de indicadores da Covid-19 leva Jaboatão a suspender retorno de aulas para educação infantil
Coronavírus

Aumento de indicadores da Covid-19 leva Jaboatão a suspender retorno de aulas para educação infantil

Pela última vez, Trump perdoa peru pelo Dia de Ação de Graças
EUA

Pela última vez, Trump perdoa peru pelo Dia de Ação de Graças