Profissionais da educação protestam no Recife

Em Pernambuco, professores com formação de nível superior recebem o mesmo que os formados somente no magistério

Profissionais da educação protestam na região central do RecifeProfissionais da educação protestam na região central do Recife - Foto: Divulgação / Sintepe

Trabalhadores em educação saíram em passeata pela região central do Recife na tarde da última quinta-feira (22). A manifestação teve como principal mote o plano de cargos e carreiras e a valorização dos profissionais, já que em Pernambuco, professores com formação de nível superior recebem o mesmo que os formados somente no magistério.

A passeata teve início às 16h na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe), em Santo Amaro, até o Palácio do Campo das Princesas, ambos na região central do Recife. Uma comissão com oito integrantes do Sintepe e da categoria entraram no Palácio para apresentar ao secretário da Casa Civil, Roberto Franca, e ao assessor do governador, Marcelo Canuto, os motivos do protesto.

Leia também:
Cegonheiros voltam a protestar nas ruas do Recife
Sintepe reúne trabalhadores em educação em assembleia nesta quarta
Terreiro Axé Talabi repudia publicação de Michele Collins sobre Iemanjá


O piso salarial dos professores de magistério, que possuem somente formação de nível médio e são considerados a base da categoria, em Pernambuco é de R$ 2.455,35. Entretanto, profissionais com formação superior em licenciatura também recebem este mesmo valor, quando deveriam receber mais em função dos níveis a mais de formação, explicou a assessoria do sindicato.

Foi aprovada também, pela categoria, uma moção de repúdio contra a vereadora Michele Collins que, no dia 4 de fevereiro, fez um post em sua rede social informando um ato de intercessão contra a “maldição de Iemanjá”. A atitude foi considerada um ato de desrespeito e preconceito contra as religiões de matrizes africanas.

Veja também

Com estoques pela metade, Hemope reforça pedido para doações
Doação de sangue

Com estoques pela metade, Hemope reforça pedido para doações

Aulas presenciais na rede municipal de Ipojuca voltarão apenas em 2021
Educação

Aulas presenciais na rede municipal de Ipojuca voltarão apenas em 2021