Profissionais de saúde do Recife recebem capacitação sobre sarampo e arboviroses

O objetivo da ação é alertar mais de 300 profissionais da saúde, entre eles médicos e enfermeiros sobre a importância do diagnóstico, da notificação imediata e do tratamento precoce

A capacitação desta terça, ministrada pelo infectologista e pediatra Fernando Gusmão, acontece também na próxima sexta-feira (13), na Policlínica Agamenon MagalhãesA capacitação desta terça, ministrada pelo infectologista e pediatra Fernando Gusmão, acontece também na próxima sexta-feira (13), na Policlínica Agamenon Magalhães - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Diante do alerta aos casos de sarampo confirmados e investigados em Pernambuco, profissionais da área de saúde, que atuam nos serviços de pronto atendimento do Recife, receberam na manhã desta terça-feira (10), na Policlínica Agamenon Magalhães, no bairro de Afogados, área central do Recife, capacitação sobre como identificar e encaminhar casos da doença e também de arboviroses.

O objetivo da ação, promovida pela Secretaria de Saúde do Recife, é alertar mais de 300 profissionais da saúde, entre eles médicos, técnicos e enfermeiros sobre a importância do diagnóstico, da notificação imediata e do tratamento precoce.

Leia também:
Sobe para 14 o número de casos confirmados de sarampo em Pernambuco
Rio aguarda análise que pode confirmar 22º caso de sarampo no estado
Contra sarampo, bebês com menos de seis meses receberão vitamina A


A capacitação desta terça, ministrada pelo infectologista e pediatra Fernando Gusmão, acontece também na próxima sexta-feira (13), na Policlínica Agamenon Magalhães. Segundo Fernando, a palestra é importante que toda a equipe de saúde esteja bem esclarecida sobre os principais aspectos de identificação dos casos e de conduta a possíveis casos de sarampo e arboviroses que possam surgir.

“Nas arboviroses, muitas vezes, as pessoas também apresentam manchas que se assemelham ao sarampo. Aqui eles poderão entender as diferenças para identificar e ter uma conduta de ação mais rápida”, explicou o infectologista.

A técnica em enfermagem Denise Ferreira participou na palestra e contou sobre a importância de aprimorar os conhecimentos sobre o sarampo e as arboviroses. “Toda capacitação é de extrema importância, porque é através dela que vamos conseguir fazer um prévio diagnóstico e realizar o encaminhamento correto”, disse.

Vacinação
Com o aumento da procura pela vacina contra o sarampo (tríplice viral), o horário de funcionamento de nove unidades de saúde do Recife - Policlínicas Lessa de Andrade, Waldemar de Oliveira, Agamenon Magalhães, Salomão Kelner, Clementino Fraga, além dos centros de saúde Ivo Rabelo, Joaquim Cavalcanti e Dom Miguel de Lima Valverde - foi estendido até às 21h com o objetivo de oferecer mais opções para a população que tem dificuldade de buscar a imunização em horário comercial, das 8h às 17h.

Casos de sarampo no Recife
De janeiro até agora, foram notificados na Capital 56 casos suspeitos de sarampo, sendo três deles confirmados no bairro do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife. Outros 24 casos estão sob investigação.

Veja também

Pandemia é segunda chance para sistema educacional do Brasil, diz criador do Pisa
Educação

Pandemia é segunda chance para sistema educacional do Brasil, diz criador do Pisa

Estudo aponta que assintomáticos perdem anticorpos da Covid-19 mais rapidamente
Coronavírus

Estudo aponta que assintomáticos perdem anticorpos da Covid-19 mais rapidamente