Sobem para 28 os casos confirmados do novo coronavírus em Pernambuco

Os pacientes dos seis novos casos são residentes no Recife, Jaboatão e Rio de Janeiro, que estava de passagem pelo Estado

CoronavírusCoronavírus - Foto: Reprodução/Google

Nas últimas 24 horas, o número de casos confirmados do novo coronavírus subiu de 22 para 28 em Pernambuco. Os pacientes dos seis novos casos são residentes no Recife (4), Jaboatão (1) e Rio de Janeiro (1), que estava de passagem pelo Estado. Os dados fazem parte de boletim divulgado na tarde desta quinta-feira (19) pelo Governo do Estado.

Ao todo, Pernambuco registrou 508 notificações, com 166 descartes, 311 ainda em investigação e três casos prováveis, ou seja, pacientes que apresentaram sintomas semelhantes aos da Covid-19 e tiveram contato com pessoas com diagnóstico confirmado.

Por meio da assessoria de Imprensa, o Governo do Estado informou que vai instituir um fundo para receber doações em dinheiro. Os recursos serão geridos por um comitê e utilizados para aquisição de insumos hospitalares e equipamentos para atendimento das pessoas doentes.

Leia também:
Coronavírus: Pernambuco determina fechamento de shoppings, bares e outros estabelecimentos comerciais
Devido ao coronavírus, Compesa isenta população de baixa renda de pagamento


O secretário estadual de Saúde, André Longo, destacou durante a coletiva que as medidas restritivas aplicas pelo governo e prefeituras é no intuito de diminuir a velocidade de chegada da epidemia no Estado. "É muito importante que a gente tenha um cuidado especial com os idosos, pois estão entre as mais vulneráveis ao novo coronavírus. Eles devem ter um maior isolamento social e evitar sair de casa desnecessariamente. Todas as pessoas, sejam jovens, adultos ou crianças, devem trabalhar no sentido de proteger essas pessoas idosas", disse.

Na última terça (17), o Estado confirmou a primeira ocorrência de transmissão comunitária, quando não é identificada a origem da contaminação. O paciente foi uma pessoa com histórico de viagem para o Sul do Brasil. Dessa forma, Pernambuco entrou na fase de mitigação com o objetivo de evitar casos graves e mortes. A partir de então, a notificação e detecção de casos de covid-19 ocorrerá por meio da vigilância dos casos internados que atendem à definição de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), assim como já é realizado para influenza.

Após denúncias de que estaria faltando insumos, como máscaras e álcool gel, nas unidades hospitalares, o secretário estadual de Saúde disse que a SES iniciou processo de compra emergencial de equipamentos de proteção individual e todos os profissionais estão sendo orientados pelas Comissões de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH). “Não estamos medindo esforços para garantir os insumos e os equipamentos necessários para isso. Não há relato de falta de materiais nas nossas unidades referência para o atendimento de pessoas infectadas pela covid-19 e estamos trabalhando para manter os estoques", disse Longo.

Ainda segundo o secretário de saúde, foi iniciada a requisição de materiais em distribuidoras para que evitem o atraso nas entregas. "Ressaltamos que não é momento de paralisações, mas sim de união e solidariedade, e iremos contar com todos os profissionais de saúde de Pernambuco neste momento”, pontua André Longo.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Pandemia é segunda chance para sistema educacional do Brasil, diz criador do Pisa
Educação

Pandemia é segunda chance para sistema educacional do Brasil, diz criador do Pisa

Estudo aponta que assintomáticos perdem anticorpos da Covid-19 mais rapidamente
Coronavírus

Estudo aponta que assintomáticos perdem anticorpos da Covid-19 mais rapidamente