STJ: morador inadimplente não pode sofrer restrições no condomínio

O colegiado julgou o caso de uma moradora que não paga as taxas condominiais desde 1998, acumulando uma dívida de mais de R$ 290 mil

STFSTF - Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu nesta terça-feira (28) que morador inadimplente não pode ser impedido de frequentar as áreas comuns do prédio. A questão foi decidida pela Quarta Turma da Corte.

O colegiado julgou o caso de uma moradora que não paga as taxas condominiais desde 1998, acumulando uma dívida de mais de R$ 290 mil. No recurso apresentado, a defesa afirmou que moradora estava impedida de usar as áreas de lazer, como a piscina, a brinquedoteca e o salão de festas em razão da inadimplência.

No processo, a moradora informou que deixou de pagar o condomínio após o falecimento do marido, que foi vítima de um latrocínio (roubo seguido de morte).

Leia também:
Justiça Federal expede alvará de soltura de Temer após decisão unânime do STJ
STJ decide que condomínio não pode proibir animais domésticos

Ao analisar o caso, por unanimidade, a turma seguiu voto proferido pelo relator, ministro Luis Felipe Salomão, e entendeu que o condomínio não pode impor sanções que não estão previstas em lei para constranger o morador que está inadimplente.

Cabe recurso contra a decisão. 

Veja também

Reitores se mobilizam contra cortes no orçamento de instituições federais de ensino
Educação

Reitores se mobilizam contra cortes no orçamento de instituições federais de ensino

Paraná assina acordo para produção de vacina da Rússia contra Covid-19
Coronavírus

Paraná assina acordo para produção de vacina da Rússia contra Covid-19