Suspensa integração temporal nos TIs de Camaragibe e Prazeres

Cancelamento é por tempo indeterminado

Terminal Integrado (TI) Cosme e DamiãoTerminal Integrado (TI) Cosme e Damião - Foto: Emília Lucena/Arquivo Folha

Foi suspensa por tempo indeterminado a anunciada integração temporal entre ônibus e metrô nos Terminais Integrados (TIs) de Cosme e Damião, em Camaragibe, e Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes, ambos na Região Metropolitana do Recife. Prevista para começar neste sábado (3), a medida foi cancelada pelo Grande Recife Consórcio de Transporte (GRCT) em virtude de problemas técnicos. Sem data agora para a integração temporal entrar em vigor, todos os esquemas usuais estão mantidos.

A mudança iria beneficiar 15 mil passageiros por dia, segundo o GRCT, mexendo diretamente em 41 linhas de ônibus e só contemplaria usuários do Vale Eletrônico Metropolitano (VEM).

O projeto previa que os passageiros das linhas 2456 - TI Cosme e Damião/TI Camaragibe e 2459 - TI Cosme e Damião/TI Caxangá (Viana), ao desembarcar no Terminal Cosme e Damião e seguir para o metrô, passar o VEM na catraca. No sentido contrário (metrô/TI), o usuário obrigatoriamente teria que embarcar pela porta dianteira dos ônibus, passar o cartão no validador do coletivo e girar a catraca. A mesma operação era prevista para o Terminal de Prazeres, para quem pegasse as linhas 161 - TI Aeroporto/TI Prazeres e 206 - TI Barro/TI Prazeres (Jordão). 

Leia também:
Funcionamento de binários na av. Norte tem início tranquilo


Apesar de usar o cartão mais de uma vez, nenhuma passagem adicional seria cobrada no intervalo de duas horas, segundo o órgão gestor de transporte. A medida já é adotada no TI de Cavaleiro, em Jaboatão.

Leia também:
Seguro pode ser desobrigado para empresas de ônibus
Passageiros protestam contra falta de ônibus expresso no T.I. Barro
Nova York estuda pedágio urbano para salvar metrô

 

 

Veja também

Carrefour anuncia fundo de R$ 25 milhões para combate ao racismo no país
Beto Freitas

Carrefour anuncia fundo de R$ 25 milhões para combate ao racismo no país

Estudo da Coronavac no Brasil chega à fase final com número mínimo de infectados
vacina

Estudo da Coronavac no Brasil chega à fase final com número mínimo de infectados