Trump reafirma apoio à entrada do Brasil na OCDE após polêmica

"A declaração conjunta divulgada com o presidente Bolsonaro em março deixa absolutamente claro que apoio o Brasil no início do processo de adesão plena à OCDE", escreveu Trump no Twitter

TrumpTrump - Foto: Alan Santos/Presidência da República

O presidente americano, Donald Trump, declarou nessa quinta-feira (10) no Twitter que segue apoiando a entrada do Brasil na Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), após a divulgação de uma reportagem revelando que os Estados Unidos enviaram uma carta à organização em agosto endossando apenas as candidaturas de Argentina e Romênia.

"A declaração conjunta divulgada com o presidente Bolsonaro em março deixa absolutamente claro que apoio o Brasil no início do processo de adesão plena à OCDE. Os Estados Unidos defendem essa declaração e defendem @jairbolsonaro. Este artigo é NOTÍCIA FALSA!", escreveu Trump em relação à matéria publicada pela agência Bloomberg.

Leia também:
Vai chegar a hora do Brasil na OCDE, diz Bolsonaro
EUA dizem manter apoio ao Brasil na OCDE, mas falam em 'ritmo controlado'
Brasil mantém decisão de ingressar na OCDE, diz secretário de política externa comercial


Um pouco antes, o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, negou que Washington tenha retirado seu apoio ao Brasil. Pompeo usou também o Twitter para explicar que "ao contrário de relatos da mídia", os Estados Unidos apoiam plenamente o Brasil no processo para ser um membro pleno da organização, relembrando a declaração conjunta feita por Trump e Jair Bolsonaro no dia 19 de março, em Washington.

"Reconhecemos os esforços em curso no Brasil para mais reformas econômicas, melhores práticas e um marco regulatório que esteja alinhado aos padrões da OCDE". "Somos entusiastas apoiadores do ingresso do Brasil nessa importante instituição, e os Estados Unidos vão fazer um forte esforço para apoiar o acesso do Brasil", escreveu o chefe da diplomacia americana.

Atualmente, na América Latina, apenas Chile e México integram este grupo de países industrializados e em desenvolvimento com práticas pró-mercado. A embaixada dos Estados Unidos no Brasil emitiu um comunicado informando que Washington apoia uma expansão da OCDE, em um ritmo "moderado" que leve em conta a necessidade de pressionar por reformas de governança.

Veja também

Pela última vez, Trump perdoa peru pelo Dia de Ação de Graças
EUA

Pela última vez, Trump perdoa peru pelo Dia de Ação de Graças

Biden monta gabinete moderado com diversidade na superfície para neutralizar críticas da esquerda
EUA

Biden monta gabinete moderado com diversidade na superfície para neutralizar críticas da esquerda