Turistas começam a chegar para o Carnaval de Olinda

De acordo com o Ministério do Turismo, a folia em Pernambuco deve atrair 1,7 milhão de pessoas

Maria Moura, 31, pretende ficar no Sítio Histórico de Olinda até a segunda-feira (12)Maria Moura, 31, pretende ficar no Sítio Histórico de Olinda até a segunda-feira (12) - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Turistas do Brasil e do mundo já começaram a chegar nas ladeiras de Olinda para curtir o Carnaval. A funcionária pública vinda de Cuiabá (MT), Maria Moura, 31, chegou na cidade histórica na quarta-feira (7) e pretende ficar até a segunda-feira (12). “A gente ouviu muito bem e quis conhecer”, conta sobre sua primeira vinda ao Carnaval pernambucano. De acordo com o Ministério do Turismo, a folia em Pernambuco deve atrair 1,7 milhão de pessoas e arrecadar R$ 1,2 bilhão.

Maria divide uma casa com outros 29 turistas cuiabanos, cada um pagando R$ 650 de aluguel com direito à alimentação e bebidas. Sobre a experiência nas ladeiras de Olinda, ainda que curta, ela conta que está gostando. “Amei as casinhas, amei as ladeiras, toda hora tem bloquinho. Amei.”

Leia também:
Ação trocará garrafas de vidro por recipientes de plástico no Carnaval de Olinda
[Fotos] Foliões e ritmos carnavalescos invadem a noite do Bairro do Recife


Vindo de Santa Cruz, na Califórnia, o turista norte-americano Andrew Butler, de 60 anos, relembrou, em português fluente, que veio ao Carnaval de Olinda pela primeira vez há 25 anos, em 1993, para fotografar. Este ano ele volta novamente à trabalho, mas ,quando pode, cai na folia. “Eu danço um pouco, mas foco nas fotos”.

Andrew disse que pretende ficar até o sábado (10), quando deve seguir para Pipa (RN). “Tenho um amor pelo Brasil, por Pernambuco, por Olinda. Todo o Nordeste, Bahia, Natal, Fortaleza”, declarou.

Mais turistas em Pernambuco

Se as projeções se confirmarem, será um crescimento de 0,75% no número de turistas em relação ao feriado do ano passado. As cidades mais procuradas para o Carnaval, segundo o ministério, são o Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Belo Horizonte, Recife e Olinda. Juntas, elas representam 65% de toda a movimentação financeira no período: R$ 7,4 bilhões. 

A ocupação hoteleira poderá chegar a 95%, estima o governo. Entre os visitantes estrangeiros, a maioria será proveniente de países como a Argentina, os Estados Unidos, o Paraguai, Chile, Uruguai, a França e Alemanha.

Outros estados
No Rio de Janeiro são aguardados 1,5 milhão de turistas que, somados aos moradores da cidade, devem injetar R$ 3,5 bilhões na economia local para acompanhar os desfiles das escolas de samba na Marquês de Sapucaí e os blocos de rua. Os hotéis da capital fluminense esperam chegar à marca de 85% de ocupação, número 7% maior que o do ano passado.

Na capital paulista, de acordo com a São Paulo Turismo (SPTuris), as atrações do sambódromo e os blocos de rua devem movimentar R$ 464 milhões. Os reflexos também serão sentidos no litoral paulista, que deve registrar ocupação de 90% em sua rede hoteleira.

Em Salvador, que tem um dos maiores carnavais do país, são esperados 770 mil turistas e uma receita de R$ 1,7 bilhão. A ocupação hoteleira na capital baiana deve atingir 98% durante os dias de folia.

A capital mineira, Belo Horizonte, deve atrair até 3,6 milhões de foliões em seus 480 blocos, entre turistas e moradores da cidade, informou o Ministério do Turismo. Ao todo, eles deverão deixar na economia local mais de R$ 600 milhões durante os quatro dia de festa.

Veja também

Barroso manda governo proteger três terras indígenas da Covid-19 e diz que "situação é gravíssima"
Coronavírus

Barroso manda governo proteger três terras indígenas da Covid-19 e diz que "situação é gravíssima"

OAB define que metade dos cargos de direção da ordem deverá ser ocupada por mulheres
Equidade

OAB define que metade dos cargos de direção da ordem deverá ser ocupada por mulheres