Vítimas de chacina em Jaboatão podem ter sido mortas por engano ou vingança, diz Polícia

Quatro homens foram alvejados a tiros, na noite do domingo, quando conversavam na calçada

Crimes ocorreram em residencial no bairro de Vila RicaCrimes ocorreram em residencial no bairro de Vila Rica - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

A Polícia Civil suspeita que a chacina com quatro mortes ocorrida na noite de domingo (7), no bairro de Vila Rica, em Jaboatão dos Guararapes, ocorreu por vingança ou engano. O caso está sendo investigado pela 13ª Delegacia da Divisão de Homicídios Sul, localizada em Prazeres.

Inicialmente, o plantão do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) havia apontado duas linhas de investigação. A primeira era a de que uma das vítimas foi morta por engano por ter o mesmo nome do verdadeiro alvo e que o restante foi assassinado por queima de arquivo. Outra hipótese era a de que um dos homens já tinha sofrido uma tentativa de homicídio e estava falando na localidade que se vingaria.

Nesta segunda-feira (8), o caso foi repassado para a delegada Maria do Socorro, da Divisão de Homicídios Sul, que fica em Jaboatão. “A princípio, não há nada conclusivo. O que sabemos é que os suspeitos foram atrás de um traficante (na localidade). Como não o encontraram, efetuaram disparos em quatro pessoas que nada tinham a ver”, explicou.

José Carlos de Melo, 21 anos, José Wellington Soares da Silva, 31, Jonatan Francisco da Silva Barbosa, 32, e Paulo André Neves, 50, estavam conversando na calçada do Conjunto Residencial Fazenda Suassuna, em Vila Rica, quando quatro suspeitos vestidos de gari apareceram no local, a pé, procurando por um homem. Como não localizaram quem desejavam, executaram as quatro vítimas a tiros.

Tanto a polícia quanto parentes e vizinhos atentaram para o fato de que os executores estavam com uniforme dos garis do Recife, amarelos, e não azuis, como são os trajes de Jaboatão. “Isso é muito comum por aqui (Jaboatão). Vários crimes são cometidos com roupas de outra cidade para dificultar a investigação. Não é a primeira vez que isso acontece”, explicou a delegada.

Veja também

Acordo amplia autorização dos quiosques na Orla de Boa Viagem e Pina por 10 anos
Recife

Acordo amplia autorização dos quiosques na Orla de Boa Viagem e Pina por 10 anos

São Paulo anuncia ampliação de testes da fase 3 da vacina CoronaVac
coronavírus

São Paulo anuncia ampliação de testes da fase 3 da vacina CoronaVac