Zona Sul do Recife terá um ParCão

Espaço exclusivo para recreação de cães será instalado aos fundos do parque Dona Lindu, em Boa Viagem, com uma área de 845 metros quadrados

Na área reservada aos animais no Dona Lindu serão colocados dispositivos de lazerNa área reservada aos animais no Dona Lindu serão colocados dispositivos de lazer - Foto: Mandy Oliver

A Capital pernambucana ganhará mais um espaço exclusivo para a recreação de cachorros. Dessa vez, o ParCão será instalado em uma área com mais de 845 metros quadrados, aos fundos do parque Dona Lindu (voltada para a avenida Visconde de Jequitinhonha), em Boa Viagem, Zona Sul do Recife. A promessa da Secretaria de Turismo e Lazer do Recife é assinar a ordem de serviço na primeira semana de janeiro e a entrega ser feita ainda no primeiro semestre de 2018. O novo espaço tem um investimento de cerca de R$ 47 mil e seguirá o mesmo modelo do ParCão do parque Santana, em Casa Forte, Zona Norte, com área coberta por grama e vários obstáculos de agility recreativos, destinados a cachorros de diferentes portes e raças. A diferença só é que o do parque Dona Lindu terá cerca de 300 metros quadrados a mais que a área do Santana.

O ParCão, segundo a pasta municipal, é uma resposta do poder público à demanda dos moradores do bairro de Boa Viagem e entorno. Embora ainda não tenha sido assinada a ordem de serviço para a instalação do espaço, a novidade já anima os donos de pets. Sempre nas primeiras horas da manhã e à tarde, a empregada doméstica Zuleide Maria Alves, 44 anos, costuma passear com “Bebê”, um shitsu de apenas 1 ano e 6 meses, no parque Dona Lindu. “Para ele, vai ser maravilhoso. Até para interagir com outros cachorros e gastar um pouco a energia. E também, ao dar um espaço exclusivo para os cães, evita contato com criança que tem medo de cachorro”, observa. O estudante Levi Félix, 31, também elogiou a iniciativa. “Recife é carente de espaços assim. E o bom agora é que o (Parque) Santana atende o público da Zona Norte e o que vai ter aqui (no Lindu), os moradores da Zona Sul. Achei genial”, comenta.

Até quem não tem pet, achou a ideia interessante. “O parque é para todos, isso inclui animais também. Ter uma área pensada e dedicada somente para cães mostra que o poder público é sensível a causas como essas”, avalia a dona de casa Patrícia de Lima, 38. A área, assim como a do Parque Santana, será cercada e contará com regras de uso. Entre elas, a vacinação em dia dos animais, proibição de alimentos no parque e o acesso de cadelas no cio ou de cachorros sem a companhia de seus donos. No local serão disponibilizados também sacos biodegradáveis para recolhimento das fezes dos cachorros e bebedouro para matar a sede dos peludos.

Veja também

Brasileiro a 20 km do local da explosão no Líbano viu teto de gesso da casa cair
Beirute

Brasileiro a 20 km do local da explosão no Líbano viu teto de gesso da casa cair

Explosão em Beirute ocorre no pior momento da história recente do país
internacional

Explosão em Beirute ocorre no pior momento da história recente do país