Após cautelar do TCE, é cancelada compra de R$ 1,8 mi para 'homenagem' a Miguel Arraes

Ministério Público de Contas de Pernambuco, ao pedir a suspensão da compra sem licitação, alegou o 'momento de crise que vive o país e o Estado de Pernambuco'

Miguel Arraes Miguel Arraes  - Foto: Divulgação

A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) cancelou em definitivo a compra de 4 mil livros, ao custo total de R$ 1,8 milhão, para "homenagear" o ex-governador Miguel Arraes. O cancelamento oficial foi informado no Diário Oficial do Estado, nesta quinta-feira (7). A compra tinha sido formalizada em dezembro de 2018, entre o Natal e o Ano Novo.

A aquisição estava suspensa a pedido do Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPCO). A conselheira Teresa Duere, do Tribunal de Contas do Estado (TCE), expediu uma cautelar, proibindo o pagamento dos livros.

A publicação do Diário Oficial informa que a decisão de cancelar o gasto de R$ 1,8 mi foi do novo primeiro-secretário da Assembleia, o deputado Clodoaldo Magalhães (PSB). O deputado assumiu as funções em fevereiro, eleito por seus pares.

Os quatro mil livros seriam distribuídos em um "kit-box" com dois livros, ao custo unitário de R$ 456 cada, segundo o empenho oficial da despesa, publicado em dezembro no site TomeConta do TCE.

O MPCO, ao pedir a suspensão da compra sem licitação, alegou o "momento de crise que vive o País e o Estado de Pernambuco".

Veja também

Bolsonaro visita Sertão de Pernambuco para inaugurar obra hídrica
Blog da Folha

Bolsonaro visita Sertão de Pernambuco para inaugurar obra hídrica

Alcolumbre ganha apoio até de líder do PT para se reeleger chefe do Senado
Política

Alcolumbre ganha apoio de líder do PT para se reeleger no Senado