Carlos Bolsonaro deve perder espaço com mudança na comunicação do Planalto

Próximo do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), o atual chefe da comunicação, Floriano Amorim, deve deixar o posto

Presidente Jair Bolsonaro (PSL)Presidente Jair Bolsonaro (PSL) - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) deve fazer mudanças na equipe da Secretaria de Comunicação da Presidência da República.

Próximo do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), o atual chefe da comunicação, Floriano Amorim, deve deixar o posto. Antes de assumir o cargo, ele atuava no gabinete do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

A informação foi antecipada pelo site O Antagonista e confirmada pela reportagem.
Para a função, são cotados os nomes do empresário Fábio Wajngarten, especialista em comunicação, e do atual porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros.

Leia também:
Bolsonaro se reúne com ministros no Palácio do Planalto
Bolsonaro não vai abrir mão de abdicar da velha política, afirma líder do governo


A expectativa é que o Palácio do Planalto anuncie a mudança até esta quinta-feira (28).
A condução da comunicação oficial vinha sendo criticada desde o início do governo, em caráter reservado, por deputados aliados e militares do governo.

Para eles, enquanto Floriano seguisse no posto, Carlos continuaria interferindo na área de comunicação do Planalto.

Desde o mês passado, o filho do presidente tem ajudado na estratégia de comunicação sobre a reforma da Previdência.

Em fevereiro, Carlos, que é chamado de "pitbull" nas redes sociais, iniciou uma crise que teve como desfecho a exoneração do então ministro da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno, em meio ao escândalo das candidaturas de laranjas do PSL, revelado pelo jornal Folha de S.Paulo.

O filho do presidente disse em rede social no dia 13 de fevereiro que Bebianno mentiu ao dizer que conversou três vezes com seu pai no dia anterior. O ataque foi endossado por Bolsonaro pouco depois.

Veja também

Câmara aprova MP que suspende cumprimento mínimo de dias letivos
Educação

Câmara aprova MP que suspende cumprimento mínimo de dias letivos

Senado aprova convite a Mourão para debater Conselho da Amazônia
Brasil

Senado aprova convite a Mourão para debater Conselho da Amazônia