Cármen Lúcia pauta ação que discute se Congresso pode instituir o parlamentarismo

A ministra Cármen Lúcia, marcou para o dia 20 de junho o julgamento de uma ação que questiona se o Congresso pode instituir o parlamentarismo por meio de uma PEC.

Presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen LúciaPresidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia - Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

A presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministra Cármen Lúcia, marcou para o dia 20 de junho o julgamento de uma ação que questiona se o Congresso pode instituir o parlamentarismo por meio de uma PEC (proposta de emenda à Constituição).

O ministro Alexandre de Moraes é relator do processo.

O caso chegou à corte em 1997, quando o petista Jaques Wagner era deputado. Na época, ele questionou o fato de a PEC tramitar na Câmara e destacou que em 1993 o parlamentarismo foi rejeitado em plebiscito pela população brasileira.

Leia também:
Serra quer que PSDB defenda parlamentarismo na eleição de 2018
Temer defende parlamentarismo para 2018 e diz que sofreu processo "kafkiano"
Parlamentarismo volta à cena na pauta nacional


Para uma PEC ser promulgada, precisa do aval de 3/5 dos deputados e senadores em votação de dois turnos.

No entanto, enquanto permanecer a intervenção federal no Rio, o Congresso não pode alterar a Constituição.

No ano passado, o senador José Serra (PSDB-SP) conversou com o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), sobre a instalação de uma comissão especial sobre o tema.

Cármen Lúcia marcou ainda outras ações importantes.

No dia 13 de junho, o tribunal vai discutir uma ação, proposta pela Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão), que contesta dispositivos da Lei Eleitoral.

De acordo com a entidade, os dispositivos impedem as emissoras de veicular programas que venham a degradar ou ridicularizar candidatos nos três meses que antecedem as eleições. Para a Abert, isso impede manifestações de humor nas rádios e nas TVs.

No dia 6 de junho, o STF vai discutir a criação de novos tribunais regionais federais.

Veja também

Estelionato praticado por meio eletrônico poderá receber punição maior
Projeto de Lei

Estelionato praticado por meio eletrônico poderá receber punição maior

Lei de ajuda ao setor aeronáutico e aeroportuário é publicada, com vetos
Congresso

Lei de ajuda ao setor aeronáutico e aeroportuário é publicada, com vetos