Celular do ministro Paulo Guedes é hackeado, diz assessoria

De acordo com a assessoria do ministério, medidas cabíveis sobre o caso serão tomadas nesta terça-feira (23)

Paulo GuedesPaulo Guedes - Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O celular do ministro da Economia, Paulo Guedes, foi hackeado, informou a assessoria de imprensa da pasta na noite desta segunda-feira (22). O número do ministro foi registrado no aplicativo de mensagens Telegram. Em seguida, sua equipe anunciou que o aparelho havia sido invadido.

De acordo com a assessoria do ministério, medidas cabíveis sobre o caso serão tomadas nesta terça-feira (23). Na última semana, a líder do governo no Congresso, deputada Joyce Hasselmann (PSL-SP), também afirmou ter sido vítima de um hacker.

Leia também:
Paulo Guedes diz que mantém excelente diálogo com Congresso
Paulo Guedes se diz confiante na aprovação da reforma da Previdência


"Minha página foi hackeada, já estamos resolvendo. Se aparecer qualquer conteúdo estranho, não se assustem e podem me notificar por mensagem", afirmou a deputada em redes sociais na quinta-feira (18). Guedes não é o primeiro ministro do governo Jair Bolsonaro a ter o telefone clonado. Mensagens trocadas pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro, foram captadas e acabaram vindo a público.

Veja também

'Espero comparecer à posse de Trump', diz Bolsonaro mesmo com Biden à frente nas pesquisas
Diplomacia

'Espero comparecer à posse de Trump', diz Bolsonaro mesmo com Biden à frente nas pesquisas

Por trás desse broche, existe um ser humano, diz em vídeo senador flagrado com dinheiro na cueca
Senado

Por trás desse broche, existe um ser humano, diz em vídeo senador flagrado com dinheiro na cueca