Declaração de Macron foi oportunista, diz ministra da Agricultura

Durante o evento, a ministra disse ainda que a imprensa brasileira vem cometendo um crime de lesa-pátria ao alardear as queimadas

Ministra da Agricultura, Tereza Cristina Ministra da Agricultura, Tereza Cristina  - Foto: Arquivo/Agência Brasil

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira (26) que a declaração do presidente da França, Emmanuel Macron, sobre as queimadas na Amazônia foi oportunista.

"Foi oportunista. Foi um problema interno do Brasil, que prejudica a imagem do país, que já não anda muito bem. Só que o bom senso prevaleceu na reunião do G7", disse a ministra durante evento na Câmara árabe, em São Paulo.

O acordo fechado entre Mercosul e União Europeia assustou alguns países, o que os têm levado a reagir contra os produtos brasileiros, afirmou Tereza Cristina.

"As relações comerciais com a Europa depois da assinatura do acordo deixaram com certeza alguns países preocupados pela pujança do nosso agronegócio e pelo mercado que nós podemos tirar, principalmente a Irlanda", afirmou a ministra.

Leia também:
Bolsonaro acusa Macron de "disfarçar suas intenções" sobre a Amazônia
G7 vai desbloquear 20 milhões de euros para combate de queimadas na Amazônia


E acrescentou: "Não é de hoje que os produtores rurais da França vêm se insurgindo contra os produtos brasileiros, querendo denegri-los por um problema de comércio".

Durante o evento, a ministra disse ainda que a imprensa brasileira vem cometendo um crime de lesa-pátria ao alardear as queimadas que, segundo ela, ocorrem todo ano.

"A histeria que existe hoje na imprensa brasileira, em falar mal do Brasil. Acho que isso é um crime lesa-pátria", disse.

"Que país não tem problema no meio ambiente? Quanto mais no Brasil, com essa Amazônia gigantesca. Daria para colocar 48 países da Europa dentro dela. Como se nós pudéssemos ter o controle absoluto."

Veja também

Nena Cabral quer construir três novas unidades de saúde no Paulista
Eleições 2020

Nena Cabral quer construir três novas unidades de saúde no Paulista

Carlos quer explorar potencial turístico dos mercados públicos do Recife
Eleições 2020

Carlos quer explorar potencial turístico dos mercados públicos do Recife