Doria pede a Temer união nas eleições de 2018

Prefeito visitou o presidente em seu escritório em São Paulo na tarde desta sexta

Além de Dória, Eduardo Leite (RS) e Reinaldo Azambuja (MS) manifestaram apoio à agenda de BolsonaroAlém de Dória, Eduardo Leite (RS) e Reinaldo Azambuja (MS) manifestaram apoio à agenda de Bolsonaro - Foto: Cristino Martins/AG. Pará

Cotado como possível candidato ao governo de São Paulo, o prefeito da capital, João Doria (PSDB), disse ter pedido "entendimento" ao presidente Michel Temer (MDB) em 2018, tanto no plano estadual como no federal. Sem citar nominalmente seu partido ou o MDB, afirmou que espera alianças de partidos que tenham o mesmo "bom sentimento" em relação ao país nas eleições.

Doria visitou o presidente em seu escritório em São Paulo na tarde desta sexta-feira (6). No local, Temer passou o dia recebendo políticos. O prefeito nega que tenham falado sobre sua própria candidatura. "Não falamos sobre candidaturas individuais. Falamos sobre perspectivas de entendimento", disse Doria, ao sair do escritório.

"Meu entendimento é que partidos que tenham o mesmo bom sentimento de defender o Brasil a democracia, o desenvolvimento econômico e principalmente defender o emprego e a renda devem estar juntos nessas eleições, seja no plano estadual ou no federal", afirmou.

O discurso é similar ao do governador Geraldo Alckmin, pré-candidato tucano à Presidência, de que é necessário "trabalhar para unir o país". Além de "perspectivas para as eleições no Estado de São Paulo", o prefeito afirma que tratou com o presidente de questões econômicas.

Antes de Doria, Temer recebeu o ex-senador José Aníbal (PSDB), presidente do Instituto Teotônio Vilela, o presidente do Sebrae Guilherme Afif Domingos e o ex-ministro Delfim Netto.

Veja também

Ernesto Araújo rebate Maia e afirma ter orgulho de trabalhar com os EUA
Política

Ernesto Araújo rebate Maia e afirma ter orgulho de trabalhar com os EUA

No primeiro fim de semana de campanha, candidatos a prefeito do Recife vão às ruas
Blog da Folha

No primeiro fim de semana de campanha, candidatos a prefeito do Recife vão às ruas